Neil DeGrasse Tyson e Smash Mouth
Fotos via Wikimedia Commons
 

As reações aos mais recentes tiroteios em massa nos Estados Unidos foram diversas, mas a de Neil deGrasse Tyson causou polêmica.

O conhecido cientista usou o Twitter para compartilhar alguns dados sobre mortes no país, comparando os ataques terroristas realizados por cidadãos americanos a casos como acidentes de carro e gripe. Pois é.

Em sua conta, Tyson disse:

Nas últimas 48 horas, os EUA perderam de forma horrível 34 pessoas em tiroteios em massa.

Em média, em 48 horas, também perdemos…

500 para erros médicos
300 para a gripe
250 para o suicídio
200 para acidentes de carro
40 para homicídio com arma de fogo

Muitas vezes nossas emoções respondem mais ao espetáculo do que aos dados.

Quem se prontificou a responder o cientista foi o Smash Mouth, também no Twitter, dizendo: “VAI SE FODER!!!! Aqui estão os seus dados”.

Uma outra resposta veio de Jelani Cobb, redator do The New Yorker, que disse:

Este não é realmente o momento de ser o cara presunçoso que apresenta os dados. Erros médicos não se tornam limpeza étnica. A gripe não linchava os negros para impedi-los de votar. Você está ridiculamente alheio às implicações da violência orientada por uma ideologia.

Tiroteios nos EUA

Em um intervalo de pouco mais de uma semana, três ataques terroristas realizados por cidadãos americanos aterrorizaram o país.

Como te contamos por aqui, no final de Julho um festival foi atacado e três pessoas foram mortas a tiros. Menos de uma semana depois, um shopping em El Paso, no Texas, também sofreu um ataque com 20 mortos — Mark Hoppus, do blink-182, contou sobre como a banda quase esteve no local.

O mais recente aconteceu neste domingo (04), com 9 mortos, em Dayton, Ohio.