Clarice Falcão
Foto: Pedro Pinho
 

A cantora Clarice Falcão usou as suas contas nas redes sociais hoje mais cedo para denunciar um caso grave em um carro da Uber.

Segundo ela, seu melhor amigo estava com a mãe, o namorado e o afilhado em um carro de um motorista que faz corridas pelo aplicativo, e foi fisicamente agredido pelo condutor, armado, enquanto era chamado de “viadinho”.

Clarice ainda disse que o caso de homofobia continuou com uma coronhada na cabeça do seu amigo e um soco e uma rasteira no namorado dele.

 

Resposta da Uber

Em resposta, a empresa disse que “considera inaceitável qualquer forma de violência e de discriminação em viagens pelo aplicativo” e ainda que o motorista teria sido desativado do app.

Segundo eles, não há como disponibilizar as informações do motorista pois é ilegal compartilhar dados pessoas de terceiros, “exceto nos casos expressamente previstos em lei”.

Leia a declaração da Uber (via Hypeness) na íntegra:

A Uber considera inaceitável qualquer forma de violência e de discriminação em viagens pelo aplicativo. O motorista citado foi desativado do app assim que soubemos do caso. Entramos em contato com o usuário para oferecer apoio e informar que seguimos à disposição das autoridades para colaborar com as investigações.

A empresa se orgulha em oferecer opções de mobilidade eficientes e acessíveis para todos – ao mesmo tempo em que oferece também uma oportunidade de geração de renda democrática, independente de credo, etnia, orientação sexual ou identidade de gênero (sendo a primeira empresa de ridesharing que permite nome social na plataforma).

Fornecemos diversos materiais informativos a motoristas parceiros sobre como tratar cada usuário com cordialidade e respeito e frequentemente realizamos e apoiamos campanhas em favor da diversidade e do respeito como forma de conscientizar usuários, motoristas parceiros e a sociedade em geral. Um exemplo é a campanha “Carnaval de Respeito”, realizada em parceria com a ONG Plan International, que foi divulgada para milhões de usuários e motoristas.

Como empresa de aplicativos de Internet, a Uber está sujeita à legislação sobre esse tema, incluindo o Marco Civil da Internet (Lei nº 12.965/ 2014), e só pode compartilhar dados respeitando essa legislação. O Marco Civil da Internet é a lei federal que regula qualquer tipo de compartilhamento de dados no Brasil e proíbe o compartilhamento de dados pessoais com terceiros, exceto nos casos expressamente previstos em lei.

Clarice Falcão

A cantora acabou de lançar um novo disco chamado Tem Conserto, onde parte para uma sonoridade completamente diferente do que já fez na sua carreira, abrindo o coração com letras bastante confessionais embaladas por ritmos eletrônicos.

Você pode ler a nossa entrevista exclusiva com Clarice Falcão clicando aqui.

     
 
Compartilhar