Biltre e Letrux
Crédito: Pedro Faerstein
 
Ouça o novo single da Majur!

Sempre costumamos relacionar a música com os nossos sentimentos. Tem música que deixa triste, música para dançar, para se revoltar e até música para lavar a louça. Mas entre todos esses sentimentos, é justo dizer que a música geralmente é sinônimo de diversão.

Um exemplo gritante dessa afirmação está na história do nosso rock nacional, onde, desde os anos 80, uma grande leva de bandas se utiliza do humor como parte de suas letras, indo das inserções mais leves até letras completamente baseadas nele. Desde os Paralamas do Sucesso, passando pelo Ultraje a Rigor até chegarmos aos Mamonas Assassinas nos anos 90, o provável maior exemplo desse estilo.

Isso acabou influenciando diversos aspectos da nossa música e, até hoje temos bandas e artistas que buscam fazer sucesso nesse formato.

Podcast Tenho Mais Discos Que Amigos!

Esse foi inclusive o assunto do episódio #44 do Podcast TMDQA! que contou com a participação de Guga Mafra, do GugaCast, para falar sobre a sua trajetória e sobre o histórico do humor na música, principalmente no Brasil.

Esse episódio você pode conferir clicando no player logo abaixo, ou procurar por nós no Spotify, Apple Podcasts ou seu agregador preferido. Siga-nos também no Instagram e Facebook.

Aproveitando esse assunto, listamos aqui mais 5 bandas nacionais que se utilizaram (ou que ainda utilizam!) de muito humor em suas músicas, confira:

 

Raimundos

Ao lado dos Mamonas, outra banda noventista que fez muito sucesso com letras sarcásticas e debochadas com certeza foram os Raimundos.

Misturando hardcore com elementos musicais de origem nordestina e também piadas sobre o cotidiano do sertanejo, além de outras de cunho sexual, os Raimundos foram uma das bandas mais importantes da metade final da década de 90, principalmente com as canções dos álbuns Raimundos (1994), Lavô Tá Novo (1995) e principalmente de Só No Forevis (1999).

LEIA TAMBÉM: há 20 anos o Raimundo rompia fronteiras ao lançar “Só No Forévis”

Massacration

Nascida dentro da saudosa MTV Brasil, mais especificamente no programa Hermes & Renato, a banda Massacration era literalmente composta por humoristas, com a finalidade clara de fazer o mesmo tipo de humor que era feito no programa, agora dentro de canções de heavy metal.

Tirando sarro dos estereótipos do estilo e com piadas que iam do nonsense até o humor negro, a Massacration fez sucesso para além do programa, com uma carreira que é retomada e posta em atividade até os dias de hoje (com um single, “Motormetal”, lançado nesse ano!).

Os Virgulóides

Apesar de hoje ser conhecida apenas por um hit, o clássico “Bagulho No Bumba”, Os Virguloides foram uma banda que teve boa projeção em seus primeiros anos, se aproveitando da onda do rock bem-humorado que já tinha feito sucesso com Mamonas e os Raimundos.

Se usando da mesma fórmula dos demais, Os Virguloides misturavam rock com ritmos brasileiros, principalmente o samba, e faziam piadas sobre situações inusitadas e também tirando sarro do estereótipo do pagodeiro (que era uma grande moda na época), como na ótima “Dum Dum”.

Pedra Letícia

Já dentro dos anos 2000, outra banda que fez muito sucesso com os fãs do rock humorado dos anos 90 foi a Pedra Letícia.

Com uma sonoridade mais padronizada no rock, diferente da mistura que as demais bandas desse estilo costumavam fazer, a Pedra Letícia apostava mesmo era nas letras, que geralmente falavam sobre histórias cheias de sarcasmo, como nas famosas “Teorema de Carlão”, “Como Que Ocê Pôde Abandoná Eu?”, “Eu Não Toco Raul” e “Creuza”, todas do primeiro e homônimo disco da banda.

Biltre

E o humor ainda está presente na nossa música!

O nome mais recente da nossa lista e em plena atividade com constantes lançamentos são os cariocas da Biltre.

Apostando numa estética mais eletrônica, a Biltre vem chamando a atenção no cenário underground e mostrando um lado menos vulgar do humor, evitando as temáticas machistas que geralmente são associadas a esse tipo de música.

Inclusive, dentro do nosso episódio do podcast, tem uma entrevista bem bacana com um dos membros da banda!