Foto: Avoada / Divulgação
 

Da união de quatro nomes muitos produtivos da nova cena da música nordestina, surge o Avoada.

E é justamente esses quatros nomes que é dão o título ao EP de estreia da banda: Marília, Marcelo, Julião e Juvenil.

Fazendo um interessante esquema onde cada um faz a voz principal de sua composição para o trabalho, o EP contém quatro faixas que mostram ao mesmo tempo a diversidade e a unidade que a banda tem, trazendo para a sonoridade do lançamento referências do marcante folk nordestino de Zé Ramalho, Alceu Valença e Lula Cortês, mas também deixando-nos lembrar do rock rural de Sá, Rodrix e Guarabyra.

Confira o resultado no player abaixo:

Jorge Mautner

Foto: Divulgação

Em 2019, o eterno tropicalista Jorge Mautner retornou com o álbum Não Há Abismo Em Que o Brasil Caiba, 13 anos após o seu último lançamento.

Entre faixas mais focadas em ritmos populares do Brasil e com discursos mais politizados, foi “Oy Vey, Oy Vey”, uma canção mais voltada ao nonsense e com espírito setentista que o Mautner escolheu para trabalhar um ótimo lyric video.

Com elementos gráficos da arte do álbum, o vídeo intercala ilustrações com fotos de Mautner e dos integrantes do Tono (sua banda de apoio).

Confira “Oy Vey, Oy Vey” abaixo:

Les Arbres

Foto: Reprodução/YouTube

Estreando no formato de videoclipe, “Hollow” é o primeiro trabalho audiovisual de Les Arbres, codinome artístico de Sérgio Martins.

O curitibano que já tem um histórico local na cena hardcore, traz para esse projeto uma abordagem mais focada em R&B e Hip Hop, com influências de nomes como The Weeknd, Post Malone e Khalid.

Confira:

OJO

Foto: Reprodução

Outro artista que carrega um codinome artístico e está com novo lançamento é Jorge Neto, ou melhor: OJO.

Com o single-clipe de estreia do projeto, “Derreter” mostra as qualidades do artista como músico, ator, diretor e roteirista (uau!).

Confira o resultado desse trabalho no link abaixo: