João Gilberto
 

No último final de semana ficamos todos entristecidos com a notícia de que João Gilberto, um dos maiores músicos brasileiros da história, morreu aos 88 anos de idade.

Responsável pela criação e popularização da Bossa Nova no mundo todo, ele foi celebrado por inúmeros músicos e sua passagem virou matéria de destaque em uma série de veículos internacionais dos mais diversos portes.

Quem parece não ter se comovido com a passagem de João Gilberto foi o atual Presidente da República, Jair Bolsonaro, que quando ficou sabendo da notícia respondeu apenas com “[Era] Uma pessoa conhecida. Nossos sentimentos à família, tá ok?”

Críticas e MC Reaça

Após a declaração do Presidente, muitas pessoas o criticaram por conta da resposta fria, curta e direta a respeito de um músico que fez história ao levar o nome do Brasil mundo afora, como quando ganhou o primeiro prêmio de Álbum do Ano dado a um disco de Jazz no Grammy.

Além disso, outros tantos compararam o comentário com a reação que Bolsonaro teve após a morte de MC Reaça, conhecido por seu apoio à direita e por ter feito jingles para Jair Bolsonaro.

Na ocasião, o político lamentou:

Tales Volpi, conhecido como Mc Reaça, nos deixou no dia de ontem. Tinha o sonho de mudar o país e apostou em meu nome por meio de seu grande talento. Será lembrado pelo dom, pela humildade e por seu amor pelo Brasil. Que Deus o conforte juntamente com seus familiares e amigos.

A Polícia classificou a morte de MC Reaça como “possível suicídio” e contra ele pairam acusações de que teria espancado uma mulher com quem mantinha um caso extraconjugal quando ela lhe disse que estava grávida.

 

   
 
Compartilhar