Roger Waters em Curitiba
Foto por Aline Krupkoski
 

David Draiman está mais uma vez criticando Roger Waters por conta de seu boicote cultural a Israel.

Como te contamos por aqui, o vocalista do Disturbed já havia chamado o ex-Pink Floyd de “nazista” por conta de sua visão. Waters acredita que está acontecendo um “apartheid” em Israel por conta do governo local, que estaria oprimindo o povo da Palestina.

Agora, Draiman chamou o músico de “delirante” e “doente”. Leia (via Louder Sound):

O homem é tão delirante que ele está muito envolvido em sua própria psicose e em seu próprio ódio disfarçado como essa campanha. Ele é um homem muito doente.

O vocalista ainda citou um show que Roger Waters fez em Israel, acusando o cantor de mentir sobre a recepção do público.

Ele se apresentou [em Israel] e inventou histórias sobre isso — histórias incorretas. Eu não sei se você ouviu que ele tentou falar, durante aquela apresentação, ele tentou se dirigir à multidão israelense e pedir paz, e supostamente foi recebido com negatividade e vaias, e o que quer que seja, e então quando você vê o vídeo da performance de tantos anos atrás, os fãs israelenses estavam pedindo por paz também.

Em outro momento da conversa, Draiman ainda questionou Waters sobre o uso de drogas em sua vida, comentando: “eu não sei o que ele fez com as drogas durante a sua vida, mas isso certamente fritou um monte de células cerebrais. O cara não está mais operando com todos os cilindros.”

Complicado.

Roger Waters e Milton Nascimento

Vale lembrar que há alguns dias o alvo de Roger Waters foi o músico brasileiro Milton Nascimento.

Quando soube que ele faria um show em Israel, o músico britânico publicou uma carta dizendo que estava “decepcionado”.

Não apenas Milton deu uma resposta, como também foi apoiado por nomes como Fafá de Belém, que mandou um “foda-se Roger Waters” nos comentários.