Good Omens, da Amazon
Foto: Divulgação
 

Só rindo mesmo. Um grupo cristão se incomodou com Good Omens, nova série da Amazon Prime baseada no livro de mesmo nome de Terry Pratchett e Neil Gaiman.

Acontece que, para mostrar seu descontentamento com a produção, os religiosos criaram uma petição em protesto direcionada para… a Netflix.

Agora já corrigido, o texto do abaixo assinado afirmava que o grupo se sentiu ofendido pela história. A trama conta sobre como o demônio Crowley (David Tennant) se junta ao anjo Aziraphale (Michael Sheen) para evitar o surgimento do anticristo e o apocalipse.

A petição diz:

Protestamos contra sua série ‘Good Omens’, que mostra Deus como um tirano e o Diabo como sendo bom. Isso é uma piada com a ordem de Deus e a religião, e faz com que o bem e o mal pareçam iguais e mutáveis.

Esse tipo de vídeo exalta a verdade, o erro, o bem e o mal, e destrói as barreiras que a sociedade ainda tem com o demônio. Imploramos para que interrompam esse seriado de uma vez por todas. Parem de promover o mal!

Até o momento desta publicação, o abaixo assinado tem mais de 20 mil assinaturas.

Netflix responde

Entrando na brincadeira e tirando um sarro da confusão, a plataforma de streaming respondeu à petição no Twitter.

A empresa brincou:

Ok, prometemos não fazer mais.

A primeira temporada de Good Omens está disponível na íntegra na Amazon Prime.