Ronnie Von
 

Há algumas horas começou a viralizar na Internet um vídeo do influente Ronnie Von que foi ao ar em 2014.

Nele, o músico e apresentador aparece entrevistando a cantora Branka, que se apaixonou pelo samba quando se mudou de Curitiba para o Rio de Janeiro e acabou se encontrando no estilo.

Na entrevista, cujo vídeo pode ser visto logo abaixo, ela fala justamente sobre como sua “brancura” denuncia que ela vem da capital do Paraná, e então Ronnie Von chega mais perto dela e pergunta: “e você já viu alguma princesa queimada?”

Branka fica sem graça e diz que já viu diversas princesas lindas, “não queimadas, mas negras”, e então Ronnie Von finaliza com “aí é outra coisa, aí é outra coisa”.

A fala tem sido criticada por muitos na Internet e divulgada por canais como o Agenda Preta, que publicou o vídeo e categorizou a atitude como racista, e o perfil do comunicador AD Junior no Instagram, que também publicou o vídeo e o criticou, gerando comentários de nomes como Ingrid Silva, Thiago Thomé, Edgar Scandurra, Pretinho da Serrinha e mais.

Rapidamente uma resposta foi gravada pelo artista em vídeo, como você pode ver na sequência, lendo também a transcrição.

Resposta de Ronnie Von

Usando os canais de seu programa de TV, Todo Seu, Ronnie Von disse que racismo é crime e pediu desculpas caso tenha sido mal interpretado:

Bonitinha e bonitão. Eu fiz questão de gravar um vídeo para me pronunciar a respeito de uma acusação muito injusta. Eu, racista? Antes de qualquer coisa, quando ouvimos uma frase, não devemos aplicá-la isoladamente. Eu vou explicar: em 2014, durante uma entrevista com a cantora Karyme Hass no meu programa, ela mesma tocou no assunto da sua ‘brancura’ de pele. Karyme se referia à sua cor de pele. Inclusive, seu apelido é ‘branca’. É assim que ela é conhecida no samba carioca. Aliás, você conhece algum carioca que não seja queimado de sol? Então. Pela minha imensa admiração por ela, sua voz, seu talento, me referi a ela como princesa. E você já viu alguma princesa queimada de sol? Ardida de sol? Eu nunca vi. Agora, princesas negras ou de pele escura eu vi várias na história, apesar de isso ser pouco retratado, inclusive concordei com Karyme no vídeo compartilhado. Desde o Egito Antigo, com a Cleópatra, até Moana, que é princesa da Disney, são várias mulheres negras que se destacaram na história do Brasil e do mundo. Quem me acompanha tanto na minha história pessoal e profissional sabe do meu respeito por todos sem distinção. Me desculpem se eu fui mal interpretado. Reafirmo a minha posição de respeito a todos. Racismo é crime!

Branka

Na sua conta oficial do Instagram, Karyme Hass (Branka) publicou uma foto beijando seu companheiro, o violonista Carlinhos Sete Cordas, dizendo “O meu amor e eu! Nada diferente! Tudo simplesmente igual e lindo!”.

     
 
Compartilhar