The Walking Dead
Foto: Divulgação
 
Ouça o novo single da Majur!

Seguindo os passos da Netflix e da Disney, produtoras estão deixando o estado da Geórgia, nos Estados Unidos, em protesto pela lei que bane o aborto.

WarnerMedia, NBCUniversal, Sony e AMC se pronunciaram na última semana contra a chamada “lei do batimento cardíaco”, sancionada no início de Maio pelo governador Brian Kemp.

Em nota, a WarnerMedia diz estar observando de perto o processo da lei proposta, e assim como a NBCUniversal, a empresa pode abandonar o estado. A Sony afirma que está consultando cineastas e showrunners sobre opções para as produções do estúdio.

Considerada a “Hollywood do Sul”, a Geórgia tem recebido diversos incentivos fiscais desde 2008 para o setor audiovisual, e foi cenário em produções como Stranger Things, The Walking Dead e a saga Vingadores.

Caso os estúdios abandonem o estado de fato, a economia da região sofrerá um grande impacto. Em 2017, a indústria do cinema e TV rendeu cerca de 37 bilhões de reais para a Geórgia.

     
 
FonteCoS
Compartilhar