Gustavo Da Lua
Foto: Divulgação

Foi lançado recentemente o novo álbum de Gustavo da Lua, reconhecido por seu trabalho como percussionista da Nação Zumbi. Criativamente intitulado Homônimo, trata-se do segundo lançamento solo da carreira de Gustavo, após RadianteSuingaBrutoAmor, de 2013.

Anteriormente, foram lançadas como prévia do álbum as faixas “Ponte Sinai“, “Radiante” e “De Boca em Beco“. Agora fomos apresentados a 5 inéditas, completando as 8 músicas do disco. Homônimo passeia por diversas sonoridades, respirando um ar bem original e dançante. Ficam claras as referências na música caribenha e africana, além, é claro, da nordestina.

 

Grande time na produção

Para a composição do álbum, Da Lua reuniu um grande times de compositores e intérpretes. Parte do time da Nação Zumbi deu grande apoio no processo, como o guitarrista Lúcio Maia, o baixista Dengue, o baterista Tom Rocha e o percussionista Toca Ogan.

O ex-baterista Pupillo participou da faixa de encerramento “Trejeito Bonito“. Outro nome de destaque em Homônimo é Edgard Scandurra (Ira!), que ajudou na composição da faixa “Esquina do Mundo“.

Confira abaixo a capa e o álbum na íntegra:

Capa de "Homônimo" (Gustavo Da Lua)
Foto: Divulgação