Robert Smith (The Cure) e rainha da inglaterra
Fotos: Reprodução/Twitter | Wikimedia Commons
 

Uma entrevista francesa de 2012 com Robert Smith, do The Cure, veio à tona recentemente e traz um assunto polêmico.

Na conversa, o vocalista fala sobre seu desgosto pela família real britânica, criticando ainda artistas que aceitam honrarias deles — nomes como Paul McCartney, Ringo Starr e Elton John viraram “cavalheiros” da Rainha.

Smith declara, revoltado:

Qualquer tipo de privilégio hereditário é apenas errado! Não é apenas antidemocrático, como é apenas inerentemente errado. O que me incomoda é que algumas pessoas que eu admiro, ao longo dos anos, foram oferecidos uma recompensa pela família real, pela monarquia hereditária, e aceitaram, se tornaram lordes ou cavalheiros.

Ao final, ele ainda fala sobre o que faria caso recebesse alguma honraria vinda da família real:

Honestamente, se eu um dia recebesse o convite, e nunca vou receber isso, eu honestamente cortaria minhas mãos antes de fazer isso. Porque como eles ousam presumir que poderiam me dar uma honra. Eu sou muito melhor que eles, eles nunca fizeram nada, são idiotas do caralho.

Vale lembrar que John Lennon, em 1969, devolveu à Rainha Elizabeth sua medalha de reconhecimento pelo trabalho com os Beatles. Em uma carta em protesto, o músico citou o envolvimento da Grã Bretanha em guerras. Saiba mais clicando aqui.

LEIA TAMBÉM: Icônico: humor britânico de Robert Smith (The Cure) em vídeo viraliza