Gloria Gaia
Foto: Jader Zeferino
 

A compositora santista Gloria Gaia traz uma sonoridade do jazz guiada pela Nova MPB em seu segundo single “Sonho Rouco”.

Com um instrumental conduzido pelo violão erudito, a canção é uma conversa entre mãe e filha, que também se relaciona com a capa, onde mostra a mãe e a avó da artista em uma fotografia.

A letra basicamente sintetiza a ideia que conselhos vindos de quem amamos são um estresse em potencial, e narra a opressão que vem de formas sutis através de sonhos caracterizados como “surreais demais” para serem concretizados.

Basicamente ao abordar a frustração que chega antes de cogitar os prós e contras, ouça a faixa reflexiva da cantora:

Barbante Elétrico

Barbante Elétrico
Foto: Divulgação

O artista Kaio, sob o nome de seu projeto solo, intitulado Barbante Elétrico, traz ao mundo o EP Autossabotagem 1.

Com toda a produção e composição feita pelo artista, o EP traz referências brasileiras, como elementos do samba-rock, manguebeat, tropicália, que se misturam com sonoridades voltadas ao eletrônico.

Com planos de trazer o segundo trabalho ainda nesse ano, Barbante Elétrico traz uma certa autenticidade e letras bastante convidativas. Ouça:

Laís e João

Tripas Coração
Foto: Júlia de Oliveira
O disco Tripas Coração é estreia do dueto formado pelo violinista João Vasconcelos e cantora Laís Gomes. 
Ao sintetizar a frase “fazer das tripas coração” nos versos e na própria essência do disco, a dupla traz melodias contemplativas, ao explorar diversos ritmos brasileiros, como o baião, o samba e o frevo. Já as letras tratam a princípio sobre as experiências humanas, às vezes misteriosas e até irônicas, provocando questionamentos bastante intensos no decorrer das dez faixas.
Tripas Coração também conta com a participação de Gabriel Levy e Evandro Camperom. Ouça:

MATH

math
Foto: Divulgação

Baseado na mistura entre pop e house music, o produtor Matheus Pinheiro se entrega em seu projeto solo, intitulado MATH. Sua estreia chega com o single “Magnetic”, que também conta com os vocais de Gustavo Pagan (Pagan John).

Um tanto diferente de músicas lineares da cena eletrônica, MATH traz seu foco propriamente na essência da canção, onde as letras e a melodia dividem o destaque com o beat e a linha de baixo. Magnetic traz uma combinação agradável, capaz de prospectar ouvintes de outros estilos ao EDM. Ouça:

Viktor Murer

Foto: Deborah Moreno

Vocalista do Trankera, Viktor Murer traz ao mundo a canção “Raiz”, estreando como artista solo.

O single é a primeira amostra do EP de estreia do artista, Verdades Cítricas, que traz outras duas canções inéditas. Raiz foi lançada pelo selo Eu Te Amo Record, tem produção assinada por Gabriel Olivieri, e gravada no Cavalo Estúdio, em São Paulo.

Ao marcar como um significativo exemplo do que pode esperar pelo música, a canção traz uma sonoridade delicada, e sintetiza a ideia contínua de preenchimentos e espaços, como um convite para descobrir o ritmo de um amor paradoxalmente arrebatador e tranquilo.

Ouça: