Sepultura
Foto: Divulgação
 

O Sepultura está em turnê e definitivamente não esperava pelo que lhe aconteceu recentemente.

A banda iria tocar no Líbano no próximo dia 28 de Abril mas foi proibida de entrar no país e as autoridades locais se recusaram a sequer avaliar se os vistos necessários para cada um dos integrantes do grupo estavam dentro da lei.

Tudo isso aconteceu na sexta-feira mas foi ontem, Domingo (21) que os organizadores deram mais detalhes a respeito do incidente e falaram que entre os motivos para a proibição estão “adoração ao diabo”, “insulto ao Cristianismo”, apoio a Israel (por causa de um clipe) e ter estado recentemente em Israel. Para você ter uma ideia, a lei do Líbano diz que pessoas com carimbos israelenses no passaporte não terão sua entrada permitida no país.

A organização do evento confirmou que o Sepultura nunca tocou em Israel e ainda negou as acusações de que seus integrantes “insultaram o Cristianismo”, mas não teve jeito.

Em uma declaração, eles ainda explicaram:

Nós iríamos organizar um show da banda brasileira de metal Sepultura no dia 28 de Abril no The Palace – Aresco Center, Beirut. Após solicitarmos devidamente os vistos de artistas para a banda, fomos informados de que os integrantes haviam sido banidos de entrar no Líbano. Os organizadores do show nem tiveram a permissão para ver a decisão. Entretanto, fomos comunicados de que a questão é delicada e tem a ver com insultos ao Cristianismo, com o fato de que os membros seriam adoradores do diabo, que eles fizeram um show em Israel, que gravaram um clipe apoiando Israel e que a decisão foi emitida pelo chefe das Forças de Segurança Gerais.

Gostaríamos de deixar claro que essas acusações são completamente falsas. A banda não tocou em Israel. O clipe citado acima menciona o racismo de Israel sem falar claramente sobre ele. O mesmo clipe [de ‘Territory’], que foi lançado em 1993, tem cenas de repressão israelense e membros da banda aparecem tomando chá com clãs árabes (1).

Quanto a insultar a religião, os atuais membros do Sepultura lutam contra todas as formas de corrupção e pedem para que o mundo volte ao bem-estar, à natureza e à rejeição da corrupção. Já que é a natureza do heavy metal, a banda usa um estilo violento de expressão. Mas eles não atacaram o Cristianismo diretamente. Na verdade, o vocalista da banda compartilhou fotos da Catedral de St. George em Lviv – Ucrânia na sua conta pessoal do Instagram há alguns dias. Deve-se notar que o ícone de Saint Charbel aparece na foto.

Gostaríamos de apontar que a banda é socialmente ativa à medida que tenta destacar casos de corrupção em sociedades sem adotar qualquer ideologia ou se direcionar para qualquer tipo de pensamento. Ao contrário, através de suas letras, eles pedem para que as pessoas se voltem para Deus e rejeitem uma sociedade automatizada e anormal, não para adorar o Satã, como é interpretado por alguns.

Por fim, gostaríamos de apontar que é uma vergonha ver esse tipo de censura no Líbano, um país que diz ser a única democracia no mundo Árabe, onde a liberdade de pensamento e de crenças é guardada de forma imparcial, enquanto países que são mais estritos religiosamente, como a Turquia e os Emirados Árabes Unidos, aceitam essa banda que foi banida de entrar no Líbano (Dubai está recebendo o Sepultura pela segunda vez).

1. Sobre a música ‘Territory’:

Enquanto Kisser e o baixista Paulo Xisto Pinto Jr. marcham pela lama, Max Cavalera grita sobre políticos racistas e os efeitos terríveis do ódio e discriminação. Apesar do clipe da música lidar com a violência israelense contra Libaneses e Palestinos, ‘Territory’ tem a ver com todas as situações em que um governo usa a xenofobia para justificar crueldade.

Sepultura

É importante notar que o clipe de “Territory” foi filmado tanto em Israel quanto na Palestina, e que o Sepultura nunca tocou em Israel.

A banda tem documentado sua atual turnê pela Europa tanto no Facebook quanto no Instagram, mas ainda não se manifestou a respeito do caso oficialmente. Na sua página do Facebook, a data do show do Líbano, em 28 de Abril, ainda aparece na lista de shows.

A parada de hoje, 22 de Abril, é com um show no Cazaquistão.

     
 
Compartilhar