Gabz e Baco Exu do Blues
Foto: Divulgação
 
Ouça o novo single da Majur!

Uma das revelações do hip-hop no ano passado e um dos nomes mais promissores dessa cena, Gabz apareceu em 2018 com ótimas canções como “Bota a Cara” e “Do Batuque ao Bass”, misturando seu rap com influências da música brasileira e pop, mostrando muita representatividade em suas rimas.

Para esse ano, a rapper se une com ninguém menos que Baco Exu do Blues, um dos nomes mais elogiados de toda música brasileira nos últimos dois anos, para lançarem juntos a bela canção “Nada Vai Nos Parar”.

Com letra composta pela dupla e música produzida por Damien Seth, “Nada Vai Nos Parar” chegou em março desse ano nos streamings falando de liberdade, oportunidade e certezas.

Confira o resultado dessa parceria no link e abaixo, o papo que tivemos com a dupla sobre esse lançamento:

TMQDA!: Como surgiu a ideia da parceria e o convite para realizá-la?

Gabz: Eu sempre fui muito fã do Baco, desde DDH, sempre admirei. Acabamos nos conhecendo em um evento do RJ que toquei, nos aproximamos e ele me falou muito sobre a sua trajetória na música. Um belo dia mostrei pra ele o refrão e ele curtiu, fiquei muito feliz com isso porque de certa forma acompanhamos as fases musicais um do outro e ter ele nessa música é selar uma nova fase.

Baco: Na real, a Gabz me mostrou o refrão dessa música em São Paulo e eu achei muito foda, achei muito linda! Aí demorou um tempo pra ela me chamar de verdade pra música, acho que rolou depois de uns dois meses.

TMDQA!: Quanto ao processo de composição, toda ideia da canção surgiu em dupla?

Gabz: Eu vim com o refrão ele fez a parte dele e me deu várias ideias de referência pro beat, foi uma composição diferente do processo do rap porque a melodia foi feita antes.

Baco: Eu não sei direito como surgiu a ideia, porque a ideia foi dela, né? Mas me apaixonei pelo projeto assim que me foi apresentado.

TMDQA!: Além da admiração mútua que vocês têm um pelo trabalho do outro, que outras influências ajudaram na construção de “Nada Vai Nos Parar”?

Gabz: Eu tento juntar elementos do trap com elementos musicais mais orgânicos, dessa vez fui muito influenciada pelos batuques. O álbum da Elza Soares me inspirou muito, mas também tenho influência de Tyler The Creator e artistas que fazem trap experimental.

Baco: Acho que a maior influência para essa música é esse lance de a gente ser essa nova geração de artistas jovens negros determinados a conquistar o mundo. Pelo menos eu sinto muito isso na letra, que é muito eu falando para mim mesmo que ninguém vai conseguir me alcançar, ninguém vai conseguir me parar, eu vou trabalhar mais do que todo mundo. Eu acho que tem esse espírito a parada.

TMDQA: Podemos esperar mais trabalhos dessa parceria no futuro? Ou quem sabe até um videoclipe dessa canção?

Gabz: Vai ter um videoclipe agora em abril! Tô muito ansiosa pra mostrar o trabalho audiovisual complementando o som, o conceito também está lá.