Manaia
Foto: Reprodução/Facebook
 

A cantora Manaia rasga sua própria verdade no disco de estreia, intitulado Na Borda. Com nove faixas, a artista carioca traz uma carga confessional sobre as relações cotidianas do século 21, em uma sonoridade voltada para o pop rock. As canções que estavam guardadas em seus cadernos e gravadores nos últimos anos ganharam o mundo, e reúne influências femininas, como Pink Amy Winehouse e Florence & The Machine, deixando, assim, um resultado ótimo. Ouça:

Reza

Reza
Foto: Divulgação

Ao contemplar dois anos de existência, o quarteto paulista Reza traz ao mundo o single “Carne Misturada”. Quarteto formado pelos amigos Bruno Schaper (voz), Vinicius Alvino (guitarra), Bruno Gasparin (baixo) e Elber M. Rock (bateria), a banda mostra na letra da canção a miscigenação, o calor humano, a energia e o amor. Usando metaforicamente o carnaval como tema principal, a música é marcada por riffs de guitarra dançantes, e passando por estilos emblemáticos, como o swing do Ska e do Reggae. Ouça:

Pe Leo

peleo
Foto: Divulgação
O cantor Pe Leo lançou seu primeiro clipe solo para a canção “Winterborn”. Lançada pela Taulant REC, o artista traz uma sonoridade voltada ao trap, com beats simples e letras fáceis de decorar. O clipe, com direção assinada por Gabriel Monteiro, traz uma ideia despretensiosa, assim como a canção. Assista:

Jotapê

Jotape
Foto: Divulgação

Carregado de referências brasileiras, o artista Jotapê antecipa ao mundo o single “Errata Perfeita”. A canção faz parte de seu próximo EP, ainda sem nome e previsão de lançamento para o segundo semestre desse ano. Com letra de Camila Brasil e produção de Lucas Mayer, a canção tem uma atmosfera dançante e é embalada por sons de percussão, timbres de guitarra e toques eletrônicos.  De um lado, as influências surgem no intenso rock and roll, e do outro, serenidade e leveza na voz e violão. Ouça:

Macacko

Macacko
Foto: Divulgação

Em um conceito de diversidade, o cantor Macacko divulga o clipe para  “Circo Lar”. O single faz parte do próximo disco do artista, intitulado Humanifesta. Com ideias que abrigam relacionamentos humanos, manifestações sociais no geral e rituais festivos, o clipe da canção é uma amostra do disco que está por vir.

Com a produção musical do parceiro Juliano Gauche, e a realização da Paranauê Filmes e apoio do Circo Voador, Circo Lar traz a temática circense como manifestação cultural pra retratar o atual momento do país, onde a arte é colocada contra o muro através de uma sociedade que policia e enquadra quem não compactua com a nova ordem.

O clipe, gravado no Circo Voador (Lapa, Rio de Janeiro), conta a história de um palhaço que sai de casa pra exercer seu ofício, e ao se deparar com sua trupe, vivem juntos os sonhos e vícios que os artistas contemporâneos passaram a encarar. Cenas de livros sendo apreendidos em meio a referências como as tradicionais rodas de capoeira na Lapa, são parte dos enigmas que envolvem o roteiro assinado pelo próprio Gustavo Macacko.

Assista:

Iessênim do Yêmen

Iessênim do yêmen
Foto: Divulgação

Iessênim do Yêmen, projeto do carioca Sidarta Landarini, estreia com o EP Nada pra Fazer. De uma forma despojada, o artista traz nas quatro faixas, duas líricas e as outras duas instrumentais, o lo-fi como essência principal, e referências que perpassam ao slack, fun dream pop. 

Ao assumir o personagem do projeto, o artista, inspirado no poeta russo do início do século XX, brinca com a ideia de pertencer a um país não tão popular e o retrata como “completo desconhecido no cenário musical” nas faixas e ironiza, no título do EP, o pouco tempo livre que usou pra produzi-lo.
Ouça e confira o ótimo resultado das madrugadas gastas pelo artista: