Phil Anselmo
Foto: Reprodução/YouTube
 

Em 2016, Phil Anselmo causou polêmica ao gritar “white power” durante um show e fazer uma saudação nazista. Mesmo tendo pedindo desculpas, o ex-Pantera sofre as consequências até hoje, e agora mais uma delas aconteceu.

Um show da banda The Illegals, que conta com Anselmo nos vocais, foi cancelado na Nova Zelândia justamente por conta desta polêmica. A decisão vem dias após o trágico ataque terrorista feito por um supremacista branco a duas mesquitas muçulmanas, que matou 50 pessoas na cidade de Christchurch.

As apresentações aconteceriam no Club Tavern e no Galatos Club, nos dias 26 e 27 de Março, respectivamente. O Tavern divulgou um comunicado já deletado que diz (via CoS):

O show do Philip Anselmo foi cancelado! Não estamos interessados nos motivos, então por favor não perguntem. Nós não apoiamos e nunca apoiaremos supremacismo branco e racismo!

O Galatos Club foi mais contido, dizendo que as informações que recebeu sobre a banda os deixaram “desconfortáveis” para prosseguir com o show.

Ben Mulchin, responsável pelas apresentações do músico, disse:

Eu só quero abordar este ponto imediatamente — nós nunca iríamos fazer um show de alguém que diz ‘poder branco’ ou ‘política do poder branco’, ou qualquer outra agenda política tola. De jeito nenhum. Precisamos deixar isso muito claro — já que a música é nosso meio de vida. Phil Anselmo teve uma polêmica há alguns anos, sob a influência de substâncias amplamente documentadas; fazendo uma observação muito dolorosa e um gesto idiota. Eu sinceramente não acho que Phil é racista, mas independentemente disso, ele cometeu um ato terrível em 2016.

Complicado.

   
 
Compartilhar