Freddie Mercury Rami Malek Bohemian Rhapsody
Foto: Divulgação
 

Bohemian Rhapsody finalmente estreou na China, mas não sem uma série de cenas cortadas.

Como te contamos por aqui, o filme sobre o Queen foi censurado para que pudesse estrear no país conservador — o longa, é claro, conta a história de Freddie Mercury e sua sexualidade.

Agora, foram reveladas quais cenas acabaram saindo na edição, e fãs que assistiram ao filme estão reclamando que alguns cortes deixaram o roteiro sem sentido. Algumas destas partes são: um close-up de Mercury, interpretado por Rami Malek, rebolando; um beijo entre o vocalista e seu namorado, Paul Prenter; uma discussão entre Freddie e sua namorada, Mary, sobre sua sexualidade, onde ela diz: ‘Freddie, você é gay’.

A cena onde o Queen aparece se vestindo de mulher para o clipe de “I Want to Break Free” também foi retirada, deixando um furo na história, assim como a parte onde Mercury apalpa “as partes” de Jim Hutton, seu parceiro.

Fan Popo, ativista LGBTQ+ na China, comentou sobre os cortes (via Billboard):

Se todo mundo ficar contente com este tipo de vitória, então o mundo inteiro vai sempre se submeter à autoridade, os criadores não serão respeitados e não haverá proteção dos interesses da audiência.

Vale lembrar que a homossexualidade não é ilegal na China, mas o país se mantém conversador.

Queen

Em sua conta oficial no Twitter, o Queen não se manifestou a respeito e, pelo contrário, celebrou a estreia do filme na China.

LEIA TAMBÉM: Lá vem: Bohemian Rhapsody deve ganhar uma sequência nos cinemas