James Gunn na estreia de Guardiões da Galáxia em 2014
Foto de James Gunn via Shutterstock
 

O jogo virou para James Gunn e para a franquia Guardiões da Galáxia, da Marvel.

Foi anunciado hoje (15) que o diretor está de volta aos estúdios, oito meses após ser demitido pela Disney. Em Julho de 2018, Gunn foi dispensado pela empresa após um escândalo com pedofilia — entenda aqui.

Agora, o cara foi confirmado como diretor de Guardiões da Galáxia Vol. 3, que teve sua produção adiada por tempo indeterminado após sua saída.

No Twitter, James Gunn comemorou a notícia:

Eu sou tremendamente grato a todas as pessoas que me apoiaram nos últimos meses. Estou sempre aprendendo e continuarei trabalhando para ser o melhor ser humano que posso ser. Eu aprecio profundamente a decisão da Disney e estou animado para continuar fazendo filmes que investigam os laços de amor que nos conectam. Eu tenho sido e continuo sendo incrivelmente honrado pelo seu amor e apoio. Do fundo do meu coração, obrigado. Amo todos vocês.

Ainda em 2018, foi anunciado que Gunn vai escrever o roteiro da sequência de Esquadrão Suicida, franquia da DC Comics e Warner Bros.