Thom Yorke no Primavera Sound 2016 - Radiohead
Foto via Shutterstock
 

Enquanto a maior parte do mundo continua focada nas polêmicas envolvendo a política dos Estados Unidos, o Reino Unido está passando por poucas e boas em relação aos resultados da votação do Brexit.

Desde a controversa votação que decidiu pela separação da Inglaterra do resto da União Europeia, o parlamento britânico ainda não conseguiu chegar em um acordo que faça o processo ocorrer sem grandes impactos na economia e política do país.

Nesse meio tempo, diversos artistas dispararam críticas ao governo britânico e, em especial, à primeira ministra Theresa May, que ignora os pedidos de uma nova votação por boa parte da população e se mostra focada em continuar com o processo de separação.

Agora, Thom Yorke (Radiohead) acaba de publicar uma nova declaração direcionando palavras fortes a May, chegando a comparar o Brexit com “os primeiros dias do terceiro Reich”, se referindo ao período Nazista da Alemanha.

Ninguém votou em você para ameaçar o caos sobre a terra de uma forma imensurável a fim de intimidar seus cidadãos e o parlamento. Ninguém votou em você para que você utilizasse as vidas de milhões de Europeus nesse país como uma ferramenta de negociação, causando um estresse e sofrimento intenso ao fazer isso — uma ação digna dos primeiros dias do terceiro Reich.

Ninguém votou em você para que você dirigisse esse ônibus vermelho por um penhasco com os passageiros gritando ao fundo. Nada disso tem sido uma expressão de democracia que você clama possuir.

Medo não é uma arma a ser utilizada por um primeiro ministro britânico no século 21. Pare o ônibus. Agora.

Você pode conferir a declaração original de Thom Yorke logo abaixo.

LEIA TAMBÉM: Radiohead: um ranking do pior ao melhor álbum

   
 
Compartilhar