Black Days
Foto: Elton Pereira
 

O quarteto paulista Black Days (rock/hardcore/metalcore) está lançando o single “Espelho”, primeiro som que antecede o lançamento do seu disco de estreia, Entidade.

Com cinco anos na correria desde a sua formação inicial, na cidade de Valinhos/SP em 2014, a banda formada por Bruno Figueiredo (Voz), Murilo Amancio (Guitarra), João Bonafé (Baixo) e Adriano Ferreira (Bateria) já deu as caras aqui no TMDQA! em outras ocasiões para divulgar o lançamento de singles e EPs, além da formação de um coletivo de bandas com outros nomes similares do gênero no Brasil como Bullet Bane, PenseBayside Kings.

Agora a Black Days entra em 2019 com o lançamento de um clipe que acompanha o single de trabalho, produzido por um projeto especial educacional chamado Gravando Bandas: Produção Audiovisual de Clipes. O projeto consiste em um interessante e pioneiro curso itinerante com carga horária de 30h (dividas em 3 dias de aulas) que concilia teoria e prática para ensinar alunos de todos os níveis e formações que desejam aprender técnicas de produção, filmagem, edição e pós-produção para vídeo clipes.

O curso é ministrado pelo curitibano Derick Borba, profissional de marketing com experiência na área de produção audiovisual desde 2000 – atualmente produzindo conteúdo para o canal OFF, além de já ter trabalhado com mais de 100 bandas e artistas como Nx Zero, CPM22, Luan Santana, Angra, Raimundos, Jota Quest e Dead Fish em seu portfólio.

Além de formar novos filmmakers para o mercado musical brasileiro certificados pela marca Adobe (o curso faz parte de um projeto patrocinado pela marca de softwares gráficos e de edição chamado Jornada Adobe), o Gravando Bandas acaba gerando excelentes materiais para as bandas que servem de “cobaia” para o projeto final dos alunos do curso, ganhando sempre um video clipe profissional e bem produzido.

Esse foi o caso para o clipe de “Espelho”, cujo resultado você pode conferir o resultado ao final da matéria e decidir se vocês aprovariam os alunos do curso (ou não).

Aproveitando a ocasião, conversamos com o baixista da Black Days, João Bonafé, para que ele nos falasse sobre a produção do material que resultou no clipe e o atual momento da banda:

Foto: Murilo Amancio

TMDQA: “Espelho” é o novo single da Black Days, e ao contrário de sons anteriores que vocês lançaram (que tinham uma pegada mais voltada ao metalcore, na minha opinião), essa faixa traz uma preocupação maior com a melodia do que com o peso. Essa é uma escolha consciente que representa a sonoridade que podemos esperar ouvir da banda em lançamentos futuros?

João Bonafé: Foi uma escolha consciente sim, embora os fãs podem aguardar músicas mais pesadas e também densas. De uma maneira geral, é um experimento, uma busca pela nossa identidade. Apesar da quantidade de lançamentos, ainda somos um projeto realmente novo e a ideia é fugir da nossa zona de conforto sempre sem se prender a rótulos ou fórmulas.

O cuidado com as melodias e com a mensagem já é um traço característico do Bruno desde sempre, sem se preocupar com peso ou complexidade e sim conectar as pessoas.

TMDQA: Desde o início da banda, vocês seguem a estratégia de priorizar o lançamento de EPs (uma tendência que tem se mostrado acertada entre novos artistas) ao invés de álbuns completos. Quais são os planos para lançamentos futuros da Black Days?

João Bonafé: Em um primeiro momento, optar por esse caminho foi uma questão de necessidade mais do que de estratégia. Nós precisávamos nos manter ativos, conciliar tempo para compor, ensaios, shows, vida pessoal e os trabalhos fora do mundo da música. Tudo isso com muita agilidade sem deixar de se preocupar com a qualidade. Então naquele momento, optar por esse caminho nos favoreceu muito, dando mais fluidez para o nosso desenvolvimento. Mas em meados de 2018 sentimos a necessidade de nos puxar como banda, e contrariando a tendência optamos por produzir e gravar nosso primeiro álbum cheio. Estamos começando a marcar os shows para a divulgação desse novo trabalho, mas acredito que em breve iremos voltar com os nossos sistemas periódicos de lançamentos, provavelmente com algumas participações, mas aí já é um papo para o segundo semestre.

TMDQA: O clipe de “Espelho” foi produzido através do projeto educativo Gravando Bandas, onde uma turma de alunos é conduzida pelo mestre Derick Borba em um curso de produção audiovisual cujo objetivo, além de dominar as técnicas e conhecimentos da área, é entregar um clipe profissional para a banda “cobaia”. Contem mais pra gente sobre como essa parceria aconteceu, como foi participar desse projeto e como que funciona a escolha do corte final.

João Bonafé: Essa parceria começou através do Murilo (Amancio, guitarrista), que é fotógrafo e videomaker e que durante um período trabalhou dentro das produções do Derick, que com o passar do tempo acabou se aproximando com os outros integrantes e conhecendo o nosso trabalho.

Sinceramente, pra bandas independentes é ótimo que esse tipo de projeto aconteça, pois é uma chance da gente conseguir produzir material de vídeo com equipamento de primeira, alcançando uma qualidade absurda sem gastos astronômicos. Para os alunos é a chance de poder vivenciar um set de filmagens real com todas as suas dificuldades e pressões, com um suporte bem didático. Geralmente o corte final sai de algum aluno, com alguns ajustes do Derick, mas tudo depende de como a turma acaba se conectando com a banda.

View this post on Instagram

🎬 MAKING OF da gravação do clipe da @blackdaysnoises realizado no GB em São Paulo com o depoimento do baterista @_adrianoferreira_ _❓ Quer o @gravandobandas na sua cidade ❓ Comenta aqui pra gente de qual cidade você é. ____________________________ 💪 Apoio: @movingtrack @cinesociety_br @cinecam.br ____________________________ 📆 Datas para SP 2019 disponíveis nos Destaque do Perfil. _________________________________ _________Inscreva-se:___________ WWW.GRAVANDOBANDAS.COM.BR ________________________________ 🌐 Facebook.com/JornadaAdobe _________________________________ Edição: @ofeijaobueno _________________________________ #adobe #gravando #cine #cinecam #cinesociety #instagood #gravandobandas #jornadaadobe #filmmaker #videomaker #aracaju #producaoaudiovisual #audiovisual #riodejaneiro #produtora #produçãoaudiovisual #saopaulo #sp #camerared #red #shotonred #cameras #canon #lumix #video #bomdia #bomdiaa #bomdiaaa

A post shared by 🎬 Gravando Bandas Tour 📽️ (@gravandobandas) on

Foto: Elton Pereira

TMDQA: A cena do rock autoral e independente brasileiro tem passado por uma fase bastante criativa, com muito material original e de alta qualidade sendo produzido por bandas de todas as regiões do país que também tem sido verdadeiros empreendedores da música, por darem muita atenção não só aos sons, mas a tudo que envolve a carreira (mídias sociais, identidade visual, produção de conteúdo em vídeo, entre outros aspectos). Pelo que o Adriano [Ferreira, baterista] comentou comigo, sei que a Black Days tem caminhado para ser autossuficiente nesse mérito também. Como vocês encaram essa responsabilidade e qual é a visão que tem para o futuro da banda como negócio?

João Bonafé: Bom, parte do pressuposto de que se nós mesmos não colocarmos a mão na massa ninguém vai fazer isso pra gente, então se queremos estar em uma banda, temos que estar envolvidos no projeto de ponta a ponta em todos os aspectos. Afinal de contas quem é melhor do que nós mesmos para se conectar e se comunicar com o nosso próprio público?

A ideia é se profissionalizar cada vez mais, entregar um show cada vez mais competente , com materiais de qualidade sem perder a essência.

TMDQA: Como qualquer outra banda iniciante, é normal ter que encarar o vai-e-vem de integrantes. Recentemente a formação da banda foi reduzida, contando somente com um guitarrista agora. Para o tipo de som que vocês fazem, essa mudança foi bem-vinda ou ainda pensam em ampliar o número de integrantes?

João Bonafé: A ausência de uma das guitarras abriu espaço pra uma porção de elementos que realmente nos deixaram satisfeitos, além de ter facilitado um pouco na logística. A porta não está fechada, mas não é uma preocupação, até por que essa ausência fez com que nos aproximássemos mais e de uma certa maneira, deixou o time mais coeso.

TMDQA: Além de novo materiais, quais são os planos para a Black Days em 2019?

João BonaféESTRADA, SHOW, ESTRADA, SHOW, ESTRADA, SHOW…. Queremos tocar no maior número de lugares que nós conseguirmos, conhecer novas cidades, revisitar aquelas que já passamos nos trabalhos passados e fazer novas amizades.

TMDQA: Podem deixar uma mensagem para os leitores do site, tanto fãs quanto pessoas que ainda não conheçam a Black Days? 

João Bonafé: Muito obrigado TMDQA pelo espaço, estamos bem contentes com o que está por vir, apoiem suas bandas nacionais favoritas, vão aos shows, comprem seu merchs e nos vemos por aí!

Capa do disco “Entidade”, 1º LP do quarteto

Vocês podem conferir o novo single da Black Days, “Espelho” logo no player abaixo. A faixa já está disponível para streaming via Spotify e YouTube.

Para todos que se interessaram pelo trabalho da banda, a agenda da Black Days para o primeiro semestre de 2019 já conta com uma mini-turnê de 3 datas pelo sul do país em companhia de Ponto Nulo No Céu, com apresentações em Florianópolis (15/02), Balneário Camboriú (16/02) e Curitiba (17/02). A banda retorna a São Paulo para se apresentar com os cariocas do Menores Atos no dia 16 de Março, em São Bernardo.

Quem procura aprender mais sobre técnicas de produção audiovisual para o universo musical pode buscar mais informações sobre o Gravando Bandas através do site oficial do curso.

Gravando Bandas com DSLR – Jornada Adobe from derick.borba on Vimeo.

   
 
Compartilhar