Chris Cornell e Vicky em 2017
Foto via Shutterstock
 

Vicky Cornell, a viúva do saudoso Chris Cornell, voltou a falar sobre a morte trágica do marido na última quinta-feira (24).

Enquanto participava de um debate na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) sobre os perigos dos opioides, Vicky voltou a afirmar que a medicação que o músico ingeria estava descontrolada, e que isso teria influenciado em seu suicídio.

Ela ainda expandiu o discurso sobre o vício, doença que Cornell enfrentava há anos e, segundo ela, foi intensificada por conta dos remédios.

Em determinado momento, Vicky revelou que Chris teve uma recaída, declarando (via Rolling Stone):

Apesar de apoiar meu marido em sua recuperação, tinha muita coisa que eu não sabia. E desde a morte trágica que ele teve, me comprometi a aprender sobre a ciência do cérebro, e sobre tratamento e recuperação. Só posso desejar que eu soubesse naquela época as coisas que eu sei hoje.

A viúva do músico ainda voltou a criticar o médico que atendia Cornell, denunciando a dose alta de benzodiazepina que ele tomava para tratar sua ansiedade.

Todos nós confiamos nos nossos médicos, principalmente quando eles têm prêmios pendurados nas paredes. Queria ter descoberto antes que benzodiazepina atrapalharia na recuperação [de Chris]. Ele recebeu do médico uma prescrição com alta dosagem desse psicotrópico que não se deve receitar para pessoas nesse tipo de recuperação, e isso causou uma recaída.

Chris Cornell

O vocalista do Soundgarden faleceu vítima de um suicídio em Maio de 2017.

Neste mês, um grande e emocionante tributo ao músico aconteceu em Los Angeles. O evento contou com apresentações do Foo Fighters, Metallica, Miley Cyrus, Temple of the Dog, Audioslave e muito mais — confira clicando aqui.

 
 
Compartilhar