noid
Foto: Henrique Thoms
 

O power trio curitibano NOID lançou o seu single de estreia, “Leech”. A música fala sobre “sanguessugas sociais, pessoais abusivas que sugam nossa energia e acabam por nos tornar um sanguessugas também, como se o abuso fosse uma doença contagiosa”, explica a baixista Katherine Zander.

As imagens do clipe são de takes ao vivo que foram gravados em um show em Curitiba. “A
gente queria as imagens bem sujas, pra dialogar com o som. E também trouxemos uma linguagem psicodélica para simbolizar a fritação mental das nóias causadas pelo sugamento social”, completa. Veja o resultado:

Vespas Mandarinas

Foto: Maria Fernanda

A banda Vespas Mandarinas divulgou o minidocumentário VESPAS, que em pouco mais de dez minutos revela a trajetória de quase uma década do grupo, liderado pelo compositor e vocalista Thadeu Meneghini.

Trazendo ao público um pouco mais sobre quem são e como chegaram até aqui, VESPAS destaca importantes momentos da carreira. “Esse documentário vem pra mostrar que não vivemos mais no mesmo mundo em que vivíamos, mas sobrevivemos a tudo, toda e qualquer adversidade, porque nunca seguimos fórmulas pré-estabelecidas”, ressalta Thadeu. Assista:

Def

def
Foto: Hannah Carvalho

Depois de um período em hiato, a banda Def divulgou “Alarmes de Incêndio”. A faixa é a primeira lançada pelo grupo em dois anos e antecipa o novo álbum do projeto a ser lançado em 2019 pelo selo PWR Records.

“Essa faixa representa o início de um novo ciclo. Estamos contando um pouco do nosso íntimo em nossos trabalhos, a Deborah traz parte da sua experiências nas letras, então essa faixa é mais um desses momentos inquietos que nos cerca. Essa inquietude já estava no nome do nosso EP”, conta o baterista Dennis Santos. O clipe foi dirigido Matheus Tiengo – assista:

Netvno

NETVNO
Foto: Élide Mendonça

O segundo EP da banda NETVNO, Três Noites no Azul, é um convite aberto para sonhar e entender os diferentes sentidos da palavra “sonho”: “nesse trabalho a gente fala sobre o onírico louco das noites dormidas, o daydreaming das tardes distraídas, o surrealista do fluxo livre de pensamentos. São esses mundos paralelos que estão no dia-a-dia de todos nós”, define o grupo.

Produzido por Lourenço Rebetez, o disco formado por três faixas destaca as múltiplas linguagens da banda que, musicalmente, experimenta referências e inspirações da MPB, pop, jazz e R&B. Ouça: