Escola de Rock - Jack Black
Jack Black em "Escola de Rock". Foto: Divulgação
 

A Faculdade Santa Marcelina, em São Paulo, está abrindo inscrições para o curso de pós graduação em Rock neste ano.

A instituição criou novos cursos voltados ao meio musical, e são eles: “Rock: Teoria, História e Prática”, “Musicoterapia Aplicada”, “Música Contemporânea: Escrita, Tecnologia e Criação”, “Música e Imagem” e “Violão: Pedagogia e Performance”.

Sérgio Molina, coordenador da área de pós-graduação, declarou em comunicado:

Os cursos foram desenvolvidos especialmente para a Faculdade Santa Marcelina por profissionais renomados, com ampla experiência prática, artística e acadêmica e que entendem as carências do mercado.

As aulas acontecerão na unidade de Perdizes e vão de 12 de Março de 2019 a 28 de Agosto de 2020. No currículo estão itens como “Harmonia do Rock”, “História do Rock”, “Rítmica do Rock” e “Prática de Banda de Rock”.

Será que faz sentido estudar e aprender tudo isso em sala de aula? Se você achar que sim, pode fazer sua inscrição clicando aqui.

Pós-graduação em Rock

Logo abaixo você pode ver a definição da pós-graduação em Rock bem como outras oferecidas pela faculdade.

Rock: Teoria, História e Prática – O Rock é um dos gêneros mais conhecidos da música popular, porém sua pesquisa acadêmica é relativamente recente. O curso inédito no Brasil pretende abordar e divulgar, pela primeira vez no País e em português, a aprofundada pesquisa acadêmica já desenvolvida internacionalmente sobre o gênero. Além disso visa a ampliar esta pesquisa ao aplicar suas ferramentas ao Rock produzido nacionalmente e na América Latina, destacando suas semelhanças e diferenças em relação ao que é produzido na Inglaterra e nos EUA. As disciplinas irão habilitar o aluno para se desenvolver profissionalmente tanto como intérprete quanto compositor, além de expandir o conhecimento com contextualizações históricas, estudos teóricos sobre o gênero e ferramentas para a produção artística. Os interessados devem ser graduados em Música (bacharelado em instrumento, composição ou licenciatura), ou em outras áreas que trabalham de maneira amadora ou profissional com o gênero, como jornalistas, historiadores, sociólogos e comunicadores, que tenham interesse em se especializar no tema.

Musicoterapia Aplicada – A Musicoterapia é o uso clínico, a partir de intervenções musicais, com objetivos individualizados na intervenção terapêutica. Com caráter interdisciplinar, o curso transita entre a arte e a ciência. Os alunos frequentam disciplinas que têm como escopo conteúdos científicos, expressivos e de práxis artística e musical, com acesso ao Hospital Santa Marcelina para as aulas práticas. O objetivo é atualizar e instrumentalizar o profissional, com habilidades e competências em atuação musicoterapêutica, na área da saúde e educação, de forma inclusiva. A pós-graduação é voltada para musicoterapeutas, profissionais da saúde e educadores musicais. Para se inscrever é necessário um conhecimento prévio e básico em estudo de música.

Música Contemporânea: Escrita, Tecnologia e Criação – Com ênfase nas novas modalidades de criação e tecnologia, por meio de uma abordagem que privilegia o fazer prático e realizador, o curso pretende abordar os diversos aspectos que envolvem a prática musical contemporânea. O objetivo é fornecer ferramentas de reflexão e criação acerca das possibilidades técnicas e estéticas da atualidade, com um estudo aberto e moderno, que busca estabelecer relações entre música erudita, urbana e novas tecnologias. Os alunos poderão aprender a utilizar softwares próprios para criação de suas produções sonoras. A pós-graduação é voltada para graduados em cursos superiores de Música e suas áreas correlatas, bem como em artes plásticas, áudio visual e artes multimídia, que tenham interesse em tópicos como prática instrumental, composição instrumental e eletroacústica, música e tecnologia, artes sonoras e performance musical.

Música e Imagem – O curso aborda as relações entre música e imagem no cinema, audiovisuais, jogos digitais, publicidade, videoinstalações, arte sonora, trilhas e design de som. Na busca por reconfigurar a relação entre esses campos, oferece o aprendizado para utilizar ferramentas técnicas, estéticas e conceituais, assim como um espaço de práticas criativas para alimentar o largo campo de possibilidades profissionais. O objetivo é de sensibilizar o aluno para esses aspectos e formar um profissional com repertório de referências conceituais e estéticas, resultantes de todas essas possibilidades, a partir da tradição da cultura musical e sonora, e seu encontro multissensorial com as imagens. Os públicos-alvo do curso são compositores que almejam atuar no mercado audiovisual, cinema, games e em narrativas diversas; designers de som e o UX; criadores e artistas visuais, que pretendem se apropriar de forma mais consistente da música e do som; curadores e produtores culturais, que buscam compreender melhor a música e seu encontro com as imagens; críticos e jornalistas; assim como o docente e pesquisador.

Violão: Pedagogia e Performance – Apesar do interesse pelo violão continuar em ascensão nas últimas décadas, com o surgimento de artistas, pesquisadores e professores de altíssimo nível, não há ainda muitos cursos de pós-graduação totalmente dedicados a integrar as suas múltiplas possibilidades performáticas e pedagógicas, o que pode e deve incluir também o conhecimento e manuseio de tecnologias de gravação e sonorização aplicadas ao instrumento. O curso é uma iniciativa de incentivo ao estudo e melhoria das técnicas pedagógicas no meio universitário brasileiro. Os públicos-alvo são os violonistas, que atuam em música clássica e popular; professores de violão, profissionais interessados em produção musical, tecnologia de gravação, aspectos históricos, estéticos, críticos e técnicos envolvendo o instrumento.

     
 
Compartilhar