Planet Hemp
 

Pedro de Luna, autor da biografia Planet Hemp: Mantenha o Respeito, se pronunciou sobre as críticas feitas pela produtora da banda em nome dos membros.

Como te contamos por aqui, um comunicado da Na Moral Produções, comandada pelo empresário Marcello Lobatto, chamou a obra de “colcha de retalhos de inverdades”, e ainda acusou De Luna de não ouvir todos os lados da história — o músico BNegão, por exemplo, não foi entrevistado.

No último dia 28 de Dezembro, um texto assinado por Pedro e por Gustavo Guertler, da editora Belas Letras, foi publicado para explicar alguns pontos. Um deles é justamente a entrevista com BNegão, que não foi feita por incompatibilidade de agenda. Pedro ainda destaca que Marcelo D2, líder do grupo, assinou em seu livro: “Pedro, só você poderia escrever essa história, obrigado.”

Leia um trecho:

O livro tem 496 páginas; dezenas de fotos inéditas de bastidores, e 116 pessoas participaram de sua produção, seja como entrevistados, seja cedendo fotografias ou documentos. Ao contrário da produtora, que chama essas pessoas de coadjuvantes, entendemos que elas são, sim, cruciais na história da banda. […] Em nenhum momento, ao contrário do que a nota insinua, ficou combinado que o autor permitiria acesso ao que estava sendo escrito para o empresário da banda, muito menos que ele coordenaria ou aprovaria o conteúdo. Não faria sentido nenhum a história do Planet Hemp ser submetida a qualquer censura do empresário, que tem seu próprio ponto de vista sobre os fatos — que não é o mesmo ponto de vista de outros integrantes da banda, é importante registrar. A ideia era contar a verdade nua e crua, doa a quem doer. A nota da empresa produtora da banda (que também administra o perfil da banda, e compartilhou as postagens nas páginas do Planet) só fortalece essa ideia. […] Seria uma contradição que um empresário de uma banda que lutou a vida inteira pela liberdade de expressão tentasse desmerecer ou mesmo impedir a venda de uma biografia do Planet simplesmente porque ele não gostou do espaço que ocupa nela. A história de uma banda não pertence ao empresário da banda. Ela é de todos que a construíram, no palco ou na plateia. E ninguém pode decidir qual é a história certa. Não vai ser o empresário da banda que vai dizer se ela é boa ou ruim (principalmente se ele achar que deveria ter ocupado mais espaço na história), se é completa ou não, mas o leitor. Temos a convicção de que fizemos o melhor que podíamos pelo Planet, todo mundo aqui queimou até a última ponta para entregar a história mais f* de todas para o leitor, a história que todo fã de verdade merece ler, não uma história chapa branca controlada por ninguém.

Confira o comunicado completo clicando aqui.

Biografia do Planet Hemp

Mantenha o Respeito: biografia do Planet Hemp

Você pode encontrar a biografia do Planet Hemp à venda por aqui.

Assinatura de Marcelo D2 em livro do Planet Hemp

   
 
Compartilhar