Discos lançados em 1999
 

É, amigos, 2019 começou.

Apesar de muito se falar sobre como o ano só começa no Brasil depois do Carnaval, esse parece ser diferente, já que estamos passando por mudanças profundas na política e na sociedade, e a “primeira segunda-feira do ano” já deu seu pontapé a todo vapor.

Para entrarmos no clima de nostalgia (e fazer você se sentir um pouco mais velho), separamos aqui 20 discos que foram lançados em um já longínquo ano de 1999, quando estilos como Punk Rock, New Metal, Rock Alternativo e, é claro, o Pop davam as cartas e produziam títulos lendários que cruzaram as barreiras do underground com o mainstream.

Veja nossa lista logo abaixo!

 

Red Hot Chili Peppers – Californication

Red Hot Chili Peppers - Californication

Sem dúvida alguma um dos grandes discos de 1999, o sétimo álbum do Red Hot Chili Peppers, Californication, foi responsável por dar uma nova vida à banda, que emplacou hits como a faixa título, “Scar Tissue”, “Around The World”, “Otherside” e provou que sabe como poucas manter a integridade artística e a criatividade musical ao mesmo tempo que faz músicas populares.

 

Rage Against The Machine – The Battle Of Los Angeles

Rage Against The Machine - Battle Of Los Angeles

Ah, que saudades dos anos 90 e 2000 quando o rock e o dedo na ferida estavam presentes em todos os cantos.

Em 1999 o Rage Against The Machine lançou seu terceiro disco de estúdio e The Battle Of Los Angeles nos trouxe petardos como “Guerilla Radio”, “Sleep Now In The Fire” e “Testify”.

 

Foo Fighters – There Is Nothing Left To Lose

Foo Fighters - There Is Nothing Left To Lose

Em 1999 o Foo Fighters passava por uma fase bastante particular e entre diversas mudanças, Dave Grohl decidiu gravar um novo álbum como um trio.

Ao lado do baixista Nate Mendel e do baterista Taylor Hawkins, ele gravou um álbum que elogia constantemente como um dos pontos altos da carreira, e chegou a dizer que se lembra desse período como um dos melhores da vida: “éramos melhores amigos e aquele foi um dos períodos mais tranquilos da minha vida. Tudo que fazíamos era comer chili, beber cerveja e whiskey e gravar quando queríamos.”

O terceiro disco da banda tem hits como “Learn To Fly”, “Generator”, “Breakout” e “Next Year”, e consolidaria a sonoridade da banda pelo resto da carreira.

 

Silverchair – Neon Ballroom

Silverchair - Neon Ballroom

Em 1999 a banda australiana Silverchair lançou o seu terceiro disco de estúdio e Neon Ballroom mostrou momentos extremos que foram das guitarras pesadas de “Anthem For The Year 2000” até baladas épicas como “Ana’s Song (Open Fire)” e “Miss You Love”.

 

blink-182 – Enema Of The State

Blink-182 - Enema Of The State

Em 1999 o Rock And Roll estava em alta no mainstream e o blink-182 faria com que uma nova leva de bandas de pop/punk se tornassem bastante populares nos anos seguintes.

Isso tudo aconteceu muito em função de Enema Of The State, terceiro disco do trio que conquistou o planeta com canções (e clipes) como “What’s My Age Again?”, “All The Small Things” e “Adam’s Song”.

 

NOFX – The Decline

Tecnicamente The Decline é um EP, mas não teria como deixar esse lançamento de fora da lista.

Em 1999 o NOFX, influente nome do punk rock e hardcore, gravou uma música de 18 minutos e 19 segundos sobre como as pessoas se rendem ao capitalismo, colocando o dedo na ferida de políticos corruptos, grandes corporações, ignorância, indústria das armas, interesses ocultos, religião e mais, perguntando se “alguém aqui aprende alguma coisa com o passado”.

Obra prima da banda tanto por conta do seu instrumental quanto sua letra, infelizmente “The Decline” continua atual mesmo duas décadas depois, e ouvi-la lendo o que Fat Mike tem a dizer é um verdadeiro soco no estômago.

 

Britney Spears – …Baby One More Time

Britney Spears - ...baby one more time

Pois é. O disco de estreia da cantora pop que tinha hits como a faixa título, “Sometimes” e “(You Drive Me) Crazy” foi lançado em 12 de Janeiro de 1999 e está pertinho de completar exatos 20 anos de lançamento. Dá pra acreditar?

 

Santana – Supernatural

Santana - Supernatural

Em 1999 o guitarrista Santana reuniu a sua banda com diversos nomes do pop em um formato que deu mais do que certo.

Supernatural vendeu milhões de cópias no mundo todo e rendeu hits como “Maria Maria”, “Corazón Espinado” e, é claro, “Smooth”, que teve os vocais de Rob Thomas do Matchbox Twenty e tocou em todos os cantos desse planeta em que vivemos.

Ainda aparecem no disco nomes como Lauryn Hill, CeeLo Green, Everlast, Maná e Eric Clapton.

 

Limp Bizkit – Significant Other

Limp Bizkit - Significant Other

No final dos anos 90 e início dos anos 2000 o New Metal se popularizava cada vez mais e como um dos maiores representantes do estilo, o Limp Bizkit lançou seu segundo disco, Significant Other.

Após a cover de “Faith”, de George Michael estourar, a banda queria provar que não teria um sucesso só e lançou diversos deles no disco, como “Nookie”, “Re-Arranged” e “Break Stuff”.

 

Slipknot – Slipknot

Slipknot - Slipknot

Em uma linha parecida, mas muito mais agressiva e com toques bastante próprio, o Slipknot lançou seu disco homônimo de estreia em 1999 e tornou-se um dos grandes logo de cara com músicas como “Wait And Bleed” e “Spit It Out”.

 

Built To Spill – Keep It Like A Secret

Built To Spill - Keep It Like A Secret

Foi em 02 de Fevereiro de 1999 que a banda de rock alternativo Built To Spill lançou o seu quarto disco de estúdio, Keep It Like A Secret, e sua obra prima.

Misturando diversos elementos do indie o álbum traz dez belíssimas canções e é celebrado até hoje. A Pitchfork, por exemplo, o colocou na posição de número 41 entre os melhores álbuns dos anos 90.

 

Jimmy Eat World – Clarity

Jimmy Eat World - Clarity

Outra pérola do rock alternativo lançada em 1999 foi Clarity, terceiro disco de estúdio do Jimmy Eat World.

Com canções como “Lucky Denver Mint”, “A Sunday”, “Blister” e “For Me This Is Heaven” o álbum é considerado um dos mais importantes na história do emo e antecedeu uma série de grandes registros da banda com Bleed American (2001) e Futures (2004).

 

Chris Cornell – Euphoria Morning

Euphoria Morning foi o disco solo de estreia do incrível e saudoso Chris Cornell.

O álbum foi seu único lançamento entre o Soundgarden e o Audioslave, e apesar de ter sido bem recebido pela crítica, não teve tanto sucesso comercial como as bandas em que ele estava, vendendo “apenas” 75 mil cópias na semana de estreia, número que hoje lhe daria o topo das paradas mas na época era considerado baixo.

 

Blur – 13

Blur - 13

Em seu sexto disco de estúdio, a banda britânica Blur deixou de lado a sonoridade com a qual vinha se consolidando para experimentar com outros elementos como a música eletrônica e a psicodelia.

O resultado é 13, que tem quase 67 minutos de duração e o hino “Coffee And TV”.

 

American Football – American Football

Banda American Football voltará para pelo menos 2 shows

Um dos discos mais influentes da época foi lançado em 28 de Setembro de 1999 quando o American Football disponibilizou seu álbum de estreia homônimo.

Com uma capa icônica e elementos que passeavam pelo emo, post-rock e indie, o álbum ganhou status de cult rapidamente e influenciou inúmeras bandas que vieram nos anos seguintes.

 

The Ataris – Blue Skies, Broken Hearts…Next 12 Exits

The Ataris - Blue Skies, Broken Hearts...Next 12 Exits

Foi em 1999 que a banda de pop/punk The Ataris lançou o seu segundo disco de estúdio e se tornou um dos principais nomes do gênero.

Estão no álbum algumas das canções mais conhecidas do grupo que existe até hoje na forma do líder Kris Roe, como “San Dimas High School Football Rules”, “Losing Streak” e “Angry Nerd Rock”.

 

Smash Mouth – Astro Lounge

Smash Mouth - Astro Lounge

O segundo disco de estúdio da banda Smash Mouth, Astro Lounge, é bem diferente do seu antecessor, já que o grupo começou as atividades misturando Rock And Roll com estilos como o Ska.

Aqui a abordagem pop/rock tomou conta dos caras e ainda rendeu bons momentos artisticamente falando, além é claro do mega hit “All Star”, que virou até meme.

 

Creed – Human Clay

Creed - Human Clay

Longe de cair no gosto dos críticos, o Creed conseguiu muito sucesso ao repetir fórmulas usadas no início dos anos 90 com bandas lendárias de grunge como Pearl Jam e Soundgarden.

Tocando o que ficou conhecido como “post-grunge”, o grupo lançou seu segundo disco em 1999 e ele vendeu mais de 20 milhões de cópias no mundo todo, principalmente por conta de singles como “With Arms Wide Open” e “Higher”.

 

The Get Up Kids – Something To Write Home About

The Get Up Kids - Something To Write Home About (10-year edition)

Outro clássico do emo veio em 1999 quando a banda The Get Up Kids lançou o seu segundo disco de estúdio.

Aproximando-se do rock alternativo e mantendo elementos que caracterizaram o grupo durante toda sua carreira, Something To Write Home About tem clássicos como “Holiday”, “Action & Action”, “Ten Minutes” e a balada “I’ll Catch You”, que inclusive foi escolhida por Mark Hoppus, do blink-182, como a sua música romântica favorita de todos os tempos, tendo tocado no momento em que ele pediu sua esposa em casamento.

 

No Use For A Name – More Betterness!

No Use For A Name - More Betterness!

O quinto disco de estúdio da influente banda de punk rock No Use For A Name foi o último a contar com Chris Shiflett na guitarra, que entraria para o Foo Fighters justamente após a banda lançar There Is Nothing Left To Lose como um trio e começar a procurar um guitarrista.

No álbum estão alguns dos maiores sucessos da banda, como “Coming Too Close” e “Life Size Mirror”.