Como sabemos, 2018 foi um ano muito enriquecedor e passamos esses doze meses celebrando a cena musical brasileira como deve ser. Diariamente a equipe do TMDQA! cumpre o papel de embaixadora da música do nosso país, por tornar acessível ao material de bandas e artistas que fazemos questão falar sobre.

Recebemos e acompanhamos diversos trabalhos no decorrer desse ano, dividimos pautas e sempre daremos espaço ao melhor que música brasileira tem a oferecer. Não é à toa que a coluna de Lançamentos Nacionais sempre é fomentada com novidades e fazemos ser necessária a ideia de enfatizar a alegria que é, ver como o Brasil é um grande acervo de músicas, talentos e arte.

Que 2019 nos traga tanto orgulho pra cena brasileira como esse ano nos trouxe. Confira abaixo os últimos lançamentos nacionais do ano:

Barão Vermelho

Barão Vermelho
Foto: Divulgação

Primeiro trabalho inédito desde a entrada de Rodrigo Suricato no vocal, “A Solidão te Engole Vivo” é uma canção de recado direto. O single faz parte do álbum que será lançado em 2019, e tem produção assinada por Maurício Barros.

A música traz uma sonoridade bem familiar e uma letra objetiva, que, em tempos tão atuais de relacionamentos desgastados pelos discursos de ódio e polarização, a solidão não parece ser uma alternativa viável. Ouça:

João Perreka e Os Alambiques

João Perreka e os Alambiques
Foto: Drico Galdino

A metrópole paulistana, ríspida e caótica, se mistura com a beleza de movimentos corporais e dançantes no clipe de “Purificar”, da banda João Perreka e os Alambiques.

afrobeat abrasileirado da canção com timbres e percussões, é influenciado na sonoridade e relevância de artistas como Fela Kuti e BaianaSystem, que incorporado aos passos de empoderamento da dançarina e protagonista Vitória Nagô, dão caminhos para uma mensagem de amor e de respeito entre as pessoas e suas escolhas.

Como na letra, que aborda a ansiedade de algo que está prestes a acontecer, o clipe, com direção e produção do próprio João, também sintetiza a prática do respeito e do amor sobre as coisas. Assista o resultado incrível do single:

Haynna e os Verdes

Haynna e os Verdes
Foto: Thaís Mallon

Também intitulado como Haynna e Os Verdes, o disco homônimo é a própria essência da banda sintetizada em dez faixas. Com produção de Alan Pinho, o disco traz uma sonoridade que flerta com o blues, tem um pé no brega, suga muito da vertente psicodélica, e que, por fim, dão uma boa ideia da mistura de ritmos que a banda escolheu para ser sua marca.

O primeiro trabalho do grupo brasiliense perpassa por por sentimentos particulares, conflitos pessoais, amores empoderados e às vezes resilientes.O trabalho também passeia pelas emoções humanas, mas trata também de resistência, catarse e superação explorando sempre um olhar feminino. Ouça:

Ian Cardoso

Ian Cardoso
Foto: Divulgação

Com experiências vastas na música, como no grupo Pirombeira e apoio musical  no disco Entrevista, de Ronei Jorge, o artista Ian Cardoso se joga em carreira solo.

Após lançar o EP Reina, a faixa-título torna-se clipe. Captadas durante uma imersão do próprio Ian num casarão antigo no centro de Salvador (BA), as imagens, registradas por Márcio Nonato e Thiago Castro, são retratos das letras apresentadas no EP e o espaço da vivência abordada no vídeo.

Por meio de estímulos poéticos e conceituais da música, todo o projeto foi guiado pelos debates filosóficos sobre o problema das definições, hierarquia, ancestralidade e existência. Assista e reflita: