Nikki Sixx em Toronto, 2016
Foto de Nikki Sixx via Shutterstock
 

Ah, o Rock And Roll. Nos Anos 80 o estilo era intimamente ligado ao lema de “sexo e drogas”, e o Mötley Crüe viveu tudo isso bem de perto.

Uma das bandas mais importantes daquela década, em 1987 o grupo de Los Angeles estava surfando nas ondas do sucesso e quem obviamente se aproveitava disso era Nikki Sixx, baixista e principal compositor do grupo.

Naquele ano a banda lançou seu quarto disco de estúdio, Girls, Girls, Girls e a faixa título tornou-se um verdadeiro hino do hard rock e do glam metal, dando ao Mötley Crüe a sensação de que eles eram imortais.

Nikki Sixx

Pois bem, parece que pelo menos no caso de Nikki Sixx, isso foi mais que uma sensação.

Há exatos 31 anos, em 22 de Dezembro de 1987, após uma noitada com Slash (Guns N’ Roses) e Robbin Crosby (Ratt), o músico sofreu uma overdose que o levou à emergência do hospital, onde teve uma parada cardíaca.

Lá, Sixx foi declarado clinicamente morto pela equipe do local, até que uma segunda injeção de adrenalina aplicada por um paramédico direto em seu coração fez com que ele voltasse à vida.

A notícia da sua morte chegou a circular entre músicos e chegou até mesmo a ser veiculada em algumas rádios, e em seu livro chamado Heroin Diaries, o baixista se lembrou de como duas fãs estavam na porta do hospital chorando por sua morte quando ele saiu de lá à força, ao melhor estilo Nikki Sixx:

Havia um policial me fazendo perguntas, então eu mandei ele ir se foder. Arranquei os tubos que estavam ligados em mim e saí para o estacionamento só com as minhas calças de couro, onde duas adolescentes estavam sentadas chorando ao redor de uma vela. Elas tinham ouvido no rádio que eu estava morto e ficaram surpresas ao me ver.

Reza a lenda que as duas lhe emprestaram uma jaqueta, deram um sermão sobre o uso de drogas e uma carona pra casa.

 

Hit do Mötley Crüe

Dois anos depois, em 1989, a banda de Nikki lançou um novo disco chamado Dr. Feelgood e nele está mais um hit da banda, também escrito por Sixx.

“Kickstart My Heart”, cuja tradução significa justamente “reanimar” ou “reiniciar” o coração, tornou-se marca registrada dessa fase do Mötley Crüe e foi regravada por bandas mais novas como Asking Alexandria e Between The Buried And Me.

Dá pra dizer que esse sim ganhou uma segunda vida, não?

Em 2012, 25 anos após o acontecimento, Nikki usou a sua página no Facebook para falar sobre como era grato de ter escapado da morte e também dizer aos seus seguidores que as drogas sempre serão um problema, pedindo para que ninguém as usasse.

25 years ago today i had 2 almost fatal drug overdoses that changed my life forever.I cant even see myself these days…

Posted by Nikki Sixx on Sunday, December 23, 2012