Mike Ness, do Social Distortion, em 2009
Foto de Mike Ness via Shutterstock
 

Não há dúvida nenhuma de que os Ramones foram uma das bandas mais influentes de todos os tempos.

Com seu punk rock direto e reto, os caras de Nova York fizeram com que milhares de pessoas pegassem suas guitarras ao redor do globo e montassem suas bandas, tendo um impacto imensurável para o Rock And Roll das últimas décadas.

Quem também foi influenciado pela banda foi Mike Ness, vocalista e guitarrista do incrível Social Distortion, que em entrevista ao site Consequence of Sound se relembrou de um episódio marcante na carreira.

Quando estava apenas começando, ele era um músico sem muito dinheiro e com muita vontade de ir aos shows, e um episódio na Califórnia marcou sua vida:

A primeira lembrança dos Ramones que vem à mente é de tipo 1980, quando eles tocaram em Orange County, onde eu moro. Eles tocaram em um muquifo e nós gastamos todo o nosso dinheiro em cerveja, e nesses shows eles te davam um carimbo, e os seguranças eram tão burros naquela época que a gente simplesmente levava canetas aos shows para ver como era o carimbo, aí eu o desenhava ou tentava conseguir uma cópia dele.

Mas naquela noite os Ramones estavam nos fundos do local do show. Eles tinham um trailer e estavam lá com suas jaquetas de couro, se alongando e se aquecendo. Aí eu cheguei com a minha jaqueta de couro – e latas de Budweiser em todos os bolsos – eles estavam entrando no local do show e eu simplesmente entrei com eles, e o segurança achou que eu era da banda porque estava com a minha jaqueta de couro. É, a gente tinha esse lance de entrar nos shows de graça, ir ao backstage e beber a cerveja das bandas.

Social Distortion e Ramones

Mike Ness também se lembrou de quando sua banda excursionou com os Ramones em 1992, e disse:

Em 1992, quando nós excursionamos com eles, era empolgante, porque eu os via toda noite, e eles estavam tocando essas músicas que vinham tocando nos últimos 20 anos. E Joey cantava meio que de trás, e era um lugar tão interessante. Ele nadava por essa região. E eu aprendi isso do Neil Young também.

Mas eu assistia aos Ramones na hora do jantar. Eu sempre garanti que teria um bom lugar à mesa, porque eles ficavam comendo e discutindo entre eles, como crianças, e eu ficava tipo, ‘Isso é maravilhoso, cara!’ Eles eram como histórias em quadrinhos que tinham tomado vida. Eu estava no lugar certo na hora certa. O empresário deles ficava maluco dizendo, ‘O que eu faço com esses malditos macacos?’ Mas Joey era um cara tão doce. Eles e o Rolling Stones – o Social Distortion está em algum lugar entre essas duas bandas.

 

A lendária banda Social Distortion, que mistura punk rock com música country, deve lançar seu primeiro disco desde 2011 em 2019. Será o oitavo álbum na carreira do grupo.

     
 
Compartilhar