Luedji Luna no Coala 2018
Foto: Stephanie Hahne
 

A SIM São Paulo está batendo na porta, meus amigos!

O evento começa hoje (05) com uma festa e anunciou recentemente os indicados da segunda edição do Prêmio SIM, que começou em 2017.

Três de suas categorias são compostas por dez indicados cada uma (nove escolhidos pelo Conselho Consultivo do evento e um pelo público). São elas “Projeto do Ano”, “Novo Talento” e “Inovação”. No ano passado, os vencedores foram a iniciativa Conexão DF, o “programa de Instagram” Tem Um Gato na Minha Vitrola e — empatados — Larissa Luz e Giovani Cidreira.

A edição deste ano acontece no dia 8 de dezembro (sábado), na Sala Jardel Filho do Centro Cultural de São Paulo (CCSP).

Confira os indicados abaixo:

Categoria Novo Talento

  • Luedji Luna
  • Edgar
  • Tuyo
  • Djonga
  • Bia Ferreira
  • Maria Beraldo
  • Black Pantera
  • Duda Beat
  • Drik Barbosa
  • Gloria Groove

Categoria Projeto do Ano

  • Instituto Dragão do Mar
    Responsável pela agenda do Centro Cultural, pelo festival Maloca Dragão e pela aceleradora Porto Dragão, o Instituto movimenta a cena cearense.
  • Aparelha Luzia
    Quilombo urbano que se transformou em um dos mais importantes espaços da resistência negra conectada a cultura na cidade de São Paulo.
  • Coletividade NAMÍBIA
    Projeto de resistência artística e de ativismo negro e TLGBQ+ que trabalha com artes visuais, música eletrônica, festas e rádio online em SP.
  • Turnê internacional de Liniker e os Caramelows
    Badalada tour fruto do encontro entre uma artista inovadora, a Liniker, e uma gerencia estratégica excepcional, da agência Let’s Gig.
  • Lab Fantasma na C&A
    Após se firmar na respeitada São Paulo Fashion Week, a Lab Fantasma amplia seu alcance popular nessa parceria que vai muito além da moda.
  • Exposição “Jamaica, Jamaica!”
    Realizada pelo SESC SP, essa exposição desmistificou preconceitos com o reggae valorizando a construção político-social e cultural jamaicana.
  • Festival Bananada 20
    Um line-up caprichado e ações como o Projeto Equi_Par, workshop para inserção de mulheres nas áreas técnicas da produção de shows, valorizam o festival.
  • Tribalistas Ao Vivo
    Lotando espaços quase sempre destinados a artistas internacionais, a turnê dos Tribalhistas provou-se sucesso de crítica, público e gerenciamento.
  • Musical “Elza”
    No palco, sete cantoras e sete instrumentistas (ou seja, 14 mulheres) celebram a trajetória da grande Elza Soares de maneira emocionante.
  • Dekmantel
    Com showcases em cinco cidades brasileiras e um festival em São Paulo, a Dekmantel sacudiu o cenário de música eletrônica no Brasil em 2018.

Categoria Inovação

  • Dot Blockchain Media
    Sob o comando de Benji Rogers, esta empresa norte-americana é pioneira no desenvolvimento da tecnologia Blockchain para o mercado da música.
  • Gig Loop
    Startup selecionada para o French Tech Ticket 2017, o Gigloop é uma plataforma para facilitar a negociação e contratação de shows e de DJs.
  • Keychange
    Iniciativa de Vanessa Reed que visa empoderar artistas mulheres e encorajar festivais a equiparar mulheres e homens nos line-ups até 2022.
  • Mustache Chile
    Coletivo de empresas de empreendedorismo tecnológico que busca desenvolver e fornecer produtos e serviços para a indústria da música.
  • Bee My Ears
    Plataforma que conecta o artista tanto com o público fomentador de opinião quanto com especialistas e receber feedbacks sobre a sua música.
  • SafeMuse / Safe
    Iniciativa norueguesa que oferece a artistas perseguidos ou em risco um local seguro para que ele possa criar com liberdade de expressão.
  • Palestine Music Expo (PMX) 2018
    Conferencia de Música na Palestina que tem sido de extrema importância na divulgação e circulação dos artistas palestinos pelo mundo.
  • Music Tech Fest Stockholm 2018
    Edição realizada em Estocolmo, na Suécia, deste festival itinerante de tecnologia e inovação para a música focado em laboratórios criativos.
  • The Uncensored Playlist
    Projeto que busca compartilhar notícias com a população por meio de músicas em playlists atingindo países onde a mídia é censurada.
  • European Agenda For Music
    Criada em 2018, a Agenda Europeia para Música criou grupos de trabalho para refletir, debater e estabelecer prioridades para o futuro do setor.

Noite TMDQA! na SIM São Paulo

Vale lembrar que também no dia 8 (sábado) será realizada a Noite TMDQA! na SIM São Paulo, que acontece na The House, antigo Hangar 110.

O evento contará com shows do menores atos (tocando o disco Lapso na íntegra), Molho Negro, Black Pantera Violet Soda. Os ingressos antecipados já estão disponíveis por aqui por R$ 30,00 e credenciados da Semana Internacional de Música de São Paulo entram de graça. Na porta o ingresso custará R$ 40,00.

Bora?