KoRn
Foto: Dean Karr / Divulgação
 

Jonathan Davis está divulgando seu novo material solo, além de shows comemorativos do KoRn, e tem dado declarações interessantes para tanto.

No podcast de Jamey Jasta, onde disse que sua banda não toca Heavy Metal, ele falou sobre como o período ao final dos anos 90 e início dos anos 2000 onde sua banda, KoRn, teve sucesso com nomes como Limp Bizkit e Deftones, foi o último grande “suspiro” do Rock And Roll, indo além para cravar que isso nunca mais deve acontecer:

Eu sempre disse que essa última geração – Korn, Deftones, Bizkit – todas essas bandas desse período foram o último grupo do período de grandes e reais bandas de rock. Esse tempo veio e foi embora. Nunca mais alguém vai fazer o que nós fizemos. Nunca mais alguém terá essa experiência. Era maior que a vida. Nós competíamos em igualdade com as bandas de pop, cara.

Eu não estou tentando ser arrogante ou algo do tipo, mas era a gente contra as bandas de pop, nós contra as Britney Spears e os Backstreet Boys, e além de tudo ainda fomos abraçados pela comunidade do hip hop.

Jonathan Davis e os problemas pessoais

Na mesma entrevista ele ainda falou sobre a morte recente da esposa e como tem lidado com isso através da música:

Eu tive um ano realmente fodido, então apenas o fato de estar por aí tocando é a maneira como eu lido com isso tudo e é o que me ajuda a chegar à cura. Meus filhos estão comigo nos shows, então estou focado em educar esses garotos corretamente. A música sempre foi o que me salvou – sempre me tirou de lugares escuros – e ao purificar essas coisas todas com a música, eu sigo em frente. Foi tudo que eu sempre soube fazer desde que era pequeno.

Meus pais têm as origens ligadas ao teatro e eu sempre fui cercado de todos os tipos de música, então vou a shows desde que me entendo por gente. O show deve seguir em frente. Eu quero seguir adiante e fazer o que me faz feliz finalmente.

 
 
Compartilhar