James Blunt na Guerra
 

Se você prestou ou presta bastante atenção nas aulas de História, deve saber sobre a Guerra do Kosovo, um conflito que aconteceu entre 1998 e 1999 na província sérvia. Se você não prestou, eu te explico bem resumidamente: de um lado da briga estava Kosovo, uma das províncias que constitui a Iugoslávia e que lutava pela sua independência, e do outro o presidente iugoslavo Slobodan Milosevic, contrário a tal decisão.

E se você gosta muito mesmo do assunto, talvez saiba também que uma terceira Guerra Mundial quase estourou ali. E se eu te disser que quem impediu que isso acontecesse foi James Blunt? Sim, o cara que canta “You’re Beautiful”.

E é 100% verdade. Como lembrou o twitteiro Willame Figueredo em uma thread na rede social, o cantor britânico foi comandante de uma divisão do exército do Reino Unido — ele também foi piloto de tanque — deslocada para o coração do conflito, Pristina, capital do Kosovo. A missão que foi dada ao músico era tomar o Aeroporto da cidade, dominado por uma divisão de paraquedistas do Exército Russo, que apoiava os ideais do presidente iugoslavo.

Pois bem, Blunt bateu o pé e se negou a entrar no embate, já que, no português bem claro, ia dar merda. A ordem foi dada por um general americano e comandante da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), mas para a sorte de James, o segundo no comando concordou com sua decisão e a acatou.

James Blunt contou sobre o caso em uma entrevista em 2010, onde declarou (via Veja):

Há momentos na vida que você sabe que as coisas vão bem e momentos que você sente que vão absolutamente mal. Há coisas que moralmente é preciso rejeitar e esse espírito de julgamento moral é algo que os soldados britânicos levam gravado dentro deles.

Loucura total, não é?

Em 2007, o músico lançou uma série-documentário chamada James Blunt: Return to Kosovo, onde volta ao local e faz um show para as tropas do estado e visita os lugares que ficou durante seu serviço ao exército. Você pode assistir aos quatro capítulos logo abaixo.