Geoff Emerick
Foto: Reprodução / YouTube
 

Tristes notícias chegam lá de fora dando notícia de que o lendário Geoff Emerick morreu ontem (02) aos 72 anos de idade.

O britânico começou sua carreira muito cedo, aos 15 anos de idade, como engenheiro assistente nos estúdios da EMI, e tornou-se conhecido por ter trabalhado em diversos discos dos Beatles, sendo que o primeiro deles como engenheiro principal foi Revolver, de 1966, com produção de George Martin.

Foi ele, por exemplo, que conseguiu alcançar a sonoridade que John Lennon queria em “Tomorrow Never Knows” ao gravar os seus vocais em um amplificador Leslie.

No vídeo ao final do post é possível ver o seu agente confirmando a informação e dizendo que estava ao telefone com Geoff quando ele o largou no chão e passou mal.

Geoff Emerick

Geoff ainda trabalharia com a aclamada banda de Liverpool em Sgt Pepper’s Lonely Hearts Club Band e Abbey Road, após ter deixado as gravações do White Album no meio por estar de saco cheio das brigas internas que tomavam conta da banda.

Após o fim dos Beatles, Geoff trabalhou com Paul McCartney e foi engenheiro de som de vários dos seus discos, incluindo Band On The Run (1973) com o qual ganhou um Grammy.

Em sua carreira, ele ainda gravou discos de Elvis Costello, Badfinger, Jeff Beck, Supertramp, Cheap Trick, Kate Bush e muito mais.

Para contar a história de seu período com os Beatles, ele lançou um livro chamado Here, There and Everywhere: My Life Recording the Music of The Beatles, que é tido por muitos como a melhor publicação a respeito da banda.

No Brasil

Recentemente Geoff Emerick esteve no Brasil e participou de um painel da Rio2C, no Rio de Janeiro.

Por lá ele atendeu os jornalistas e nós tivemos uma grande conversa com ele a respeito da sua profissão, e o resultado está no episódio do Podcast TMDQA! que pode ser ouvido logo abaixo e também fala sobre outra figura lendária que nos deixou, o Miranda.

A causa da morte, segundo seus agentes, foi um ataque cardíaco.

Que descanse em paz.

 
 
Compartilhar