Kasabian em São Paulo
Foto: Thayná Maffei
 

Ontem (30), quem esteve presente no Credicard Hall, em São Paulo, teve um final de domingo excelente. Na sua terceira passagem pelo Brasil, o Kasabian colocou todo mundo para dançar e pular sem parar.

A primeira vez que a banda veio foi lá em 2007, na primeira edição do finado festival Planeta Terra – e viriam novamente em 2012, mas o show foi cancelado pouquíssimos dias antes. Aí em 2015, voltaram para shows no Lollapalooza e em Porto Alegre e agora em 2018 voltaram em turnê totalmente solo, divulgando o ótimo For Crying Out Loud, lançado no ano passado.

Esse show, na real, era para ter acontecido em Maio, mas por “problemas de logística” foi transferido para Setembro, e a espera valeu muito a pena. Pontualmente às 21:30h a banda subiu ao palco ao som da famosa intro da 20th Century Fox e abriu o show com “III Ray (The King)“, um dos singles do último álbum que já levantou a galera. A partir daí foi uma sequência de hits e músicas do For Crying Out Loud. A surpresa ficou por “Switchblade Smiles“, que não havia sido tocada nos outros shows da América do Sul e era uma expectativa entre os fãs.

A banda, como sempre, estava afiadíssima e muito feliz com a reação do público, que apesar de não ter chegado perto de lotar a casa, estava muito receptivo e agitando muito. Em dado momento, ao final da música “Stevie“, o vocalista Tom Meighan se emocionou bastante como você pode ver logo abaixo.

Outro momento legal foi durante “Treat“, em que o guitarrista e também às vezes vocalista – e “o cara” da banda Sergio Pizzorno, foi até a galera tanto da pista premium quanto pista comum pra cantar junto.

Após “L.S.F. (Lost Souls Forever)“, uma das músicas mais emblemáticas da banda de Leicester, o bis veio com “Comeback Kid” e as duas porradas finais: “Vlad the Impaler” e “Fire” que foi de lavar a alma de cada um dos presentes.

Exata 1:30h de apresentação depois, o Kasabian mostrou o porquê de ser uma das melhores bandas que surgiram na Inglaterra nos anos 2000 e fez jus aos prêmios que já recebeu de “Melhor Banda Ao Vivo”, porque foi um show poderoso e que com certeza os fãs não vão esquecer tão cedo.

Setlist:

1. Ill Ray (The King)
2. Underdog
3. Days Are Forgotten
4. Eez-Eh
5. You’re in Love With a Psycho
6. Wasted
7. Club Foot
8. Re-Wired
9. Treat
10. Switchblade Smiles
11. Empire
12. Bless This Acid House
13. Stevie
14. L.S.F. (Lost Souls Forever)
15. Comeback Kid
16. Vlad the Impaler
17. Fire