Paul McCartney e Amy Winehouse (2)
Foto: Wikimedia Commons
 

Recentemente, Paul McCartney disse em entrevista que se arrependeu de não ter ajudado Amy Winehouse quando a conheceu pessoalmente.

Na ocasião o lendário músico revelou: “[Uma] pessoa que conheci [naquele dia] foi Amy Winehouse, andando pelo corredor. E eu sabia que ela tinha um problema, e acabei apenas dizendo ‘oi’, ela disse ‘oi’. Depois disso, achei que realmente deveria ter corrido atrás dela (…)”.

O problema é que quem não gostou muito disso foi o pai da cantora, Mitch Winehouse. Ele participou do programa Loose Woman e falou sobre o assunto.

O que ele teria feito?” indagou Mitch.

Isso vai da pessoa em recuperação e elas têm de querer ajuda. Tem tudo a ver com a pessoa que está lidando com o vício. Passamos pelos momentos de dor e ainda é dolorido, e nossa forma de lidar com isso é ajudando jovens.

Nesse caso, ele estava se referindo à Amy Winehouse Foundation, uma organização criada para ajudar jovens a sair do vício de álcool e outras drogas.

LEIA TAMBÉM: Paul McCartney ignorou conselho de Damon Albarn sobre Kanye West

 
 
Compartilhar