John Legend em 2016
Foto de John Legend via Shutterstock
 

O cantor John Legend substituirá Jennifer Hudson como jurado na décima sexta temporada do The Voice norte-americano. O quarteto que ocupará as famosas cadeiras giratórias do reality show vai ser completo por Adam Levine, Kelly Clarkson e Blake Shelton, que terão novamente os papéis de jurados.

Anteriormente fazendo pontas em alguns episódios do programa como uma participação especial, Legend agora vai ser um rosto bem recorrente. “Estou ansioso para descobrir artistas talentosos e ajudá-los a explorar da melhor forma seus respectivos dons. Espero que o mundo esteja preparado para o #TimeJL”, declarou o cantor.

Mas essa não foi a única conquista recente do cantor.

 

Emmy, Grammy, Oscar e Tony: Legend claramente é um homão da porra

2018 está sendo um ano bem interessante para a carreira de John Legend. Na última semana, o cantor ganhou seu primeiro Emmy, o prêmio da mais importante premiação de profissionais televisivos. Legend ajudou na produção do filme “Jesus Christ Superstar Live in Concert”, no qual ele fez o papel do próprio Jesus.

E não para por aí! Além do Emmy, Legend já foi premiado com prêmios no Oscar, Tony e Grammy (respectivamente, as premiações mais importantes do mundo do cinema, teatro e música). A recente conquista do Emmy o consagra com um dos poucos artistas na história a conseguir os quatro prêmios mais importantes da indústria do entretenimento.

De todas as 14 pessoas que conquistaram o EGOT (sigla dos 4 prêmios), Legend é o único homem negro, e ao mesmo tempo, um dos mais novos a receber tal status. Atualmente, John tem 39 anos de idade. Além disso, John é o único cantor homem da lista, enquanto Rita Moreno é a única cantora. Todos os outros são classificados como atores ou compositores. Não é para qualquer um!

Ele também chama atenção por ter conseguido o EGOT em um curto intervalo de tempo. Foram necessários apenas 12 anos para que John alcançasse essa meta. Sua primeira conquista foi em 2006, quando ganhou o Grammy de Artista Revelação. O único que conquistou o EGOT em menos tempo foi o compositor Robert Lopez, que ganhou os quatro prêmios em 10 anos.

Parabéns, Legend!