Paul McCartney e Amy Winehouse (2)
Foto: Wikimedia Commons
 

Em mais uma declaração reveladora de Paul McCartney, o músico compartilhou um arrependimento recente de sua vida.

Conversando com a revista GQ, o ex baixista e vocalista dos Beatles fez inúmeras declarações fortes, como aquelas em que abordou masturbações em grupo com John Lennon.

Por lá ele também afirmou se arrepender de não ter ajudado Amy Winehouse antes de sua morte. Segundo Macca, ele conheceu a cantora no European MTV Awards (EMA) de 2008, já sabendo dos problemas que Amy enfrentava com as drogas e a bebida.

Leia um trecho:

[Uma] pessoa que conheci [naquele dia] foi Amy Winehouse, andando pelo corredor. E eu sabia que ela tinha um problema, e acabei apenas dizendo ‘oi’, ela disse ‘oi’. Depois disso, achei que realmente deveria ter corrido atrás dela — ‘Ei, Amy, ouça, você é muito boa, eu realmente espero que você…’ — e dizer algo para atravessar o desespero. E ela lembraria e pensaria: ‘Ah, sim, eu sou boa, tenho uma vida para continuar’. Mas você sempre tem esses pequenos arrependimentos.

Paul McCartney revelou também ter conhecido Kanye West, com quem trabalharia no futuro, naquela noite.

A talentosa Amy Winehouse faleceu aos 27 anos de idade em 2011, vítima de uma intoxicação alcoólica.

LEIA TAMBÉM: Paul McCartney não ousa em novo disco, mas a sua zona de conforto é a genialidade

 
Compartilhar