Coruja BC1
Foto: Thiago Cunha
 

O paulista Coruja BC1 divulgou o videoclipe do seu novo single, “Boneco Chuck D”. Dirigido por Rebeca Broncher, o clipe foi gravado numa fábrica abandonada e traz ainda a participação dos b.boys Breakinho e Valtinho.

Sobre a faixa, o rapper explica que “é como se fosse uma fusão do Chuck D, manifestante do rap, com o boneco Chucky, personagem do filme Brinquedo Assassino”. Confira o clipe logo abaixo:

V-Road

V_road
Foto: Divulgação

Poucos meses após o lançamento do álbum The Dust Around Us, a banda V-ROAD, de Teresina (PI), lançou o clipe da faixa 5 do disco: “No One Needs To Know”. Narrando a história de um casal que já não existe mais porém ainda se encontra às escondidas para satisfazer seus desejos, o trabalho retrata desejos ocultos, que “ninguém precisa saber”.

The Dust Around Us foi gravado no BlackRoom Estúdio (MA), em parceria com Jardim Elétrico e Totte Estúdio (PI). Já o clipe foi dirigido por José Quaresma, com imagens e edição de Ícaro Uther. Veja o resultado:

Remate

Remate
Foto: Jean Ribeiro

O grupo cearense Remate divulgou o lyric video do seu primeiro single, “Seja Como For”. A faixa foi gravada e produzida por Matheus Brasil, do Projeto Rivera, e é a faixa de abertura do primeiro EP do quarteto, homônimo.

No clipe, produzido em parceria com o videomaker Thiago Nascimento, a banda estimula a reflexão de nós mesmos e do ambiente que nos cerca: “A música fala sobre o questionamento e a ruptura com esses modelos sociais, comportamentais e de consumo, que escravizam a liberdade do pensamento”, conta o vocalista Daniel Gadelha. Assista:

Tabuleiro Musiquim

Tabuleiro Musiquim
Foto: Nathalia Miranda

A banda Tabuleiro Musiquim lançou MANO, seu segundo disco, composto por 10 faixas. O trabalho foi produzido e dirigido pelo vocalista Silvio de Carvalho, que também assina a composição de quase todas as músicas, exceto “Mano Sereia”, de Giovani Cidreira. Completamente independente, “MANO” foi gravado nos estúdios Caverna do Som, Jubarte e Massa Sonora.

“A gente gosta desse lance de somar caminhos e possibilidades. Viajamos no ijexá e samba reggae misturando-se ao rock, por exemplo. Temos esses timbres de guitarra meio espaciais, super processados, querendo modernidade e, ao mesmo tempo, mantendo um pé nos anos 70. As nossas referências e influências são inúmeras, mas ainda celebramos as clássicas: Caetano Veloso, Mutantes Jorge Ben Jor,” define o grupo. Ouça o disco:

     
 
Compartilhar