Na gélida noite do último domingo (26), Father John Misty trouxe a sua turnê do álbum God’s Favorite Customer e fez sua estreia em solo paulistano.

A apresentação aconteceu no deslumbrante Auditório Simón Bolívar, projetado originalmente pelo arquiteto Oscar Niemeyer. O palco do local fica entre duas plateias e esse foi o único problema difícil de contornar.

Logo no início do show, enquanto tocava violão e cantava, o artista ficou completamente de costas para metade da audiência durante algumas músicas. Era perceptível o desconforto da parte dos presentes que se esforçava para estabelecer conexão com a parte traseira de Josh Tillman. O cantor, inclusive, chegou a fazer piada da situação um tanto embaraçosa.

Mas o domínio de palco de Father John Misty era maior do que esse empecilho. Após perceber que essa dinâmica não estava rolando, o músico passou a dividir melhor a sua atenção e deixar todo mundo feliz.

Father John Misty em São Paulo
Foto: Stephanie Hahne/TMDQA!

O cara é um showman, na melhor conotação possível. Apesar dos problemas de som nas primeiras faixas, e até de costas, ele consegue entregar uma performance incrível de faixas como “Chateau Lobby #4 (In C for Two Virgins)” e “Disappointing Diamonds Are the Rarest of Them All”.

Passados os obstáculos técnicos e de posicionamento, ele é impecável. Uma combinação perfeitamente balanceada de canções explosivas e poderosas como “Date Night” e “Hangout at the Gallows” e partes mais intimistas e de chorar como em “Bored in the USA” e “Please Don’t Die”.

A apresentação é toda encantadora. Pouco tempo depois nem dá mais para lembrar de como tudo tinha começado capenga. Destaques como ele no piano tocando “God’s Favorite Customer”, ou a deliciosa “I’m Writing a Novel” que dá vontade de tacar um iodelei no meio para ela ficar ainda mais perfeita são pontos-chave para fazer a gente perdoar o início. Isso tudo sem mencionar o final apoteótico com “I Love You Honeybear”. Total redenção e forte candidato a show do ano.

Father John Misty em SP-2
Foto: Stephanie Hahne/TMDQA!

Mas ele ainda não estava satisfeito. Já no bis, na linda “Real Love Baby”, o cantor pediu que o público levantasse e fosse mais perto do palco. Meio apreensivo e pedindo para que os fãs não bagunçassem, em seguida ele sugere que todos subam no palco e manda a espetacular “So I’m Growing Old on Magic Mountain”. Depois de dar as costas, ter o público todo sentadinho aos seus pés e obter esse momento de conexão absurda não é para qualquer um. Father John Misty é realmente tudo isso aí que falam dele, Father John Misty é artista.