Josh Homme em Curitiba
Foto por Aline Krupkoski
 

O Queens Of The Stone Age está excursionando pela Austrália e por lá Josh Homme deu uma entrevista ao Brisbane Times.

Na matéria, o vocalista, guitarrista e principal compositor da banda fez uma lista com as mulheres de sua vida, em um editorial chamado “o que eu sei sobre as mulheres”.

Ao falar sobre a sua família, Homme revelou:

Minha mãe Irene, também conhecida como Mamãe Homme, me criou junto com o meu irmão mais velho Jason em Palm Springs, Califórnia. Ela era uma mãe e dona de casa dedicada enquanto meu pai, Michael, ia ao trabalho.

Mamãe nos encorajou a seguir os nossos próprios caminhos e garantiu que nos sentíssemos seguros e amados. Ela é uma pessoa na qual eu posso confiar. Ela é uma ótima ouvinte e foi por ela sempre estar presente que eu quis ser um bom marido, pai e amigo.

Eu tenho o nome da minha avó paterna Camille tatuado na minha mão. Ela foi a primeira mulher a pilotar um avião em North Dakota. A minha filha de 12 anos de idade tem esse nome por causa dela.

A minha avó era uma pintora e escultora que trabalhava na garagem. Eu me lembro de vê-la terminando uma obra de arte. Eu estava de fraldas observando e ela estava fumando enquanto a luz do Sol entrava no local. Ela era uma força da natureza. Ela sabia tocar piano e se vestia com classe; é por causa dela que eu tenho orgulho de como eu me pareço.

Além disso, Josh Homme também falou sobre a sua esposa, Brody Dalle, e contou como a conheceu:

Sendo um músico que viaja pelo mundo, você não consegue ter um relacionamento sério com alguém até que você esteja pronto. Eu nunca pretendi dar algo que não poderia e eu nunca tive medo de sair de uma situação ruim.

A minha esposa Australiana, Brody Dalle [líder do The Distillers] consegue cuspir a 10 metros de distância e dar um soco como um homem. Ela é a minha garota punk rock dos sonhos. Eu sempre pensei que se eu pudesse sair com uma garota que tivesse um moicano e também estudasse filosofia, eu seria um vencedor. Brody é a verdade. Ela faz tudo que os garotos podem fazer e um montão de outras coisas que nenhum garoto poderia.

Eu conheci Brody quando ela tinha 17 anos e eu tinha 23. Era o seu primeiro dia nos Estados Unidos após se mudar de Melbourne e eu tocava guitarra no Screaming Trees. Ela veio me encontrar no backstage e perguntou se eu estava no Kyuss. Conversamos por uma hora e meia e eu nunca a esqueci.

Eu não gostava do seu ex [Tim Armstrong, do Rancid], então eu menti e disse que eu tinha ficado com ela esperando que ele descobrisse. Eu não a vi novamente durante sete anos.

As nossas bandas tocaram no Big Day Out da Austrália em 2003. Eu estava com alguém casualmente mas tinha meus olhos em Brody e a vi passando. Eu fingi que não a vi e tentei ficar de boa. Nesse momento nós tivemos uma conexão e tudo começou. Estamos juntos desde então. Eu nunca achei que iria me casar, mas encontrei alguém que não posso ficar sem.

Por fim, o líder do Queens Of The Stone Age ainda falou sobre a filha do casal, Camille:

Eu escrevo várias canções para a minha filha Camille. Quando eu morrer, haverá um arquivo para ajudá-la a entender como eu me sinto sobre ela.

Quando a Camille era bem nova, ela me olhava nos olhos e dizia, ‘Seja gentil.’ Ela tirou vários dos meus lados mais durões. Eu acho que a minha vida não teria ido tão bem sem ela. Os meus filhos [Orrin Ryder, 7, e Wolf Dillon, 2] são ótimos, mas a minha filha sempre quer carinho do pai dela.

Brody Dalle

Em 2018 a líder do The Distillers tirou sua banda de um hiato que já durava 12 anos.

A banda de Brody Dalle fez alguns shows pelos Estados Unidos e já tem outros programados para Setembro, mas ainda não se manifestou a respeito de novas canções.

     
 
Compartilhar