Mike Ness, do Social Distortion, em 2009
Foto de Mike Ness via Shutterstock
 

No último dia 19 de Julho a lendária banda Social Distortion fez um show na capital da Califórnia, a cidade de Sacramento.

O grupo conhecido pela mistura de Punk Rock e música Country estava no meio da performance de “Ring Of Fire”, cover do Johnny Cash, quando o vocalista Mike Ness avistou alguém na plateia e perdeu a razão.

Como você pode ver no vídeo abaixo, ele parou de tocar, pulou no meio do público e passou a agredir uma pessoa com repetidos socos que assustaram as pessoas presentes no local.

Pois bem, quase um mês depois a vítima das agressões identificada como Tim Hildebrand conversou com a CBS Sacramento e disse que as motivações para a briga teriam sido políticas:

Mike Ness começou a falar mal do presidente Trump e dos Estados Unidos. Aí eu fiquei à frente do palco em um protesto silencioso com o meu dedo do meio erguido durante as próximas duas músicas.

Aparentemente o músico não gostou da manifestação e partiu para as agressões:

Ele tirou sua guitarra, pulou do palco e passou a me dar múltiplos socos na cabeça.

Hildebrand ainda disse que foi tirado do local por seguranças e registrou um boletim de ocorrência com policiais que estavam no local.

Com planos de entrar com um processo, ele disse que ficou com os dois olhos roxos, cortes nos lábios, uma concussão e quase perdeu um dente. Além disso, ele ainda falou que não teve chance de defesa porque as pessoas da plateia lhe seguraram.

Logo abaixo você pode assistir ao vídeo com o registro do incidente.

Coincidentemente ou não, no dia do show a banda publicou uma foto de Mike Ness treinando boxe e convidando os fãs para “entrarem no ringue”.

Sacramento, are you ready to step into the ring with us again tonight?

Posted by Social Distortion on Thursday, July 19, 2018