Morrissey em novo clipe
Foto: Reprodução / YouTube
 

Precisamos conversar sobre Morrissey. O polêmico ex-vocalista do The Smiths tem uma lista grande de feitos que já deixaram fãs decepcionados ou até furiosos. Isso inclui até mesmo seus ex-colegas de banda.

Desde o frequente cancelamento de shows até peculiares opiniões pessoais, o canal WatchMojo fez um ranking com as 10 piores coisas já feitas ou ditas por Moz. E acredite se quiser: as polêmicas envolvem desde cozinheiros até músicas de reggae.

Separamos algumas para vocês sentirem o gostinho, mas a lista completa pode ser conferida no vídeo no final da matéria.

 

Matar humanos x Matar animais

Moz é vegano e, logo, é contra o consumo de carne animal. Mas existem limites para qualquer posicionamento político ou social, e talvez o ex-The Smiths tenha ultrapassado a linha ao dizer que o influente chef britânico Jamie Oliver deveria cozinhar seus próprios filhos se gosta tanto assim de carne animal.

Uma polêmica ainda maior foi gerada em 2011 quando, meses após um atentado terrorista à cidade de Oslo, na Noruega, o cantor disse que o acontecimento não foi nada comparado ao que as indústrias de carne fazem com os animais.

 

Casos de racismo e opiniões polêmicas sobre alguns gêneros musicais

O vocalista também é frequentemente associado a uma figura racista. James Baldwin, um escritor negro norte-americano e defensor dos direitos civis, foi a estampa de uma camisa de Morrissey durante uma turnê nos anos 80. A camisa tinha o rosto do escritor envolta pelos dizeres “Eu visto preto porque preto é como eu me sinto por dentro”. O trecho é da música “Unloveable“, lançada em 1986. A reação foi negativa e Moz foi acusado pela imprensa por “insensibilidade racista”. A camisa foi recolhida das vendas pouco tempo depois.

Além disso, em 1984, Moz disse em entrevista que odiava a música reggae, chamando o gênero de “a música mais racista no mundo inteiro”. De acordo com seu argumento, o reggae alega a glorificação da supremacia negra. No entanto, na mesma entrevista, ele rejeita artistas contemporâneos como Whitney Houston e Janet Jackson.

Mas não é só do reggae que ele desgosta. Morrissey também tem opiniões polêmicas sobre outros gêneros musicais. Ele já fez severas críticas à música eletrônica, por exemplo. Criticou os fãs do gênero em uma entrevista em 1992 ao dizer que é um estilo musical “feito por pessoas imbecis para pessoas imbecis”.

 

E tem mais…

Morrissey prova constantemente ser nacionalista e amante dos costumes do Reino Unido. Até aí tudo bem. Ele é a favor do movimento Brexit, que defende a saída do Reino Unido do bloco da União Europeia. De acordo com ele, isso ajudaria a manter a identidade da cultura britânica. No entanto, Moz foi abertamente contra as Olimpíadas realizadas em 2012 em Londres. Na ocasião, ainda comparou o estado de festividade da nação com a Alemanha Nazista. Vai entender…

Vale lembrar também, conforme já noticiamos anteriormente, que Moz defendeu Kevin Spacey e Harvey Weinstein, acusados de assédio sexual no ano passado. Isso sem contar os inúmeros cancelamentos de shows, incluindo um recente por causa do frio.

Assim fica difícil te defender, Morrissey!

O que acha? Você lembra de mais alguma polêmica envolvendo Morrissey? Deixe sua opinião nos comentários!

LEIA TAMBÉM: Elas existem – Morrissey lista dez coisas que o deixam feliz

Compartilhar