Metallica com Dave Mustaine
 

É, Dave Mustaine definitivamente não deixou as melhores memórias quando saiu do Metallica em 1983.

Quem decidiu revelar alguns “podres” do guitarrista foi Ron McGovney, primeiro baixista que passou pela banda e, como Mustaine, durou apenas um ano nela.

Em entrevista ao programa de rádio Talk Is Jericho (via Alternative Nation), McGovney revelou que Dave era do tipo que não sabia beber sem ficar completamente “fora de controle”. Em uma dessas ocasiões, inclusive, o músico chegou a quase matar o baixista, jogando cerveja em seu equipamento e fazendo com que ele fosse eletrocutado ao plugar o instrumento.

É. Ele decidiu que não gostava de mim. Eu nem estava lá [na hora], um antigo amigo deixou ele entrar na casa e ele apenas pegou sua cerveja e derramou no meu baixo.

Em outro momento marcante, Mustaine foi expulso — pela primeira vez, aparentemente — do Metallica.

Ele adotou esses pit bulls, e os trouxe para a minha casa. Eu estava no banho. James [Hetfield] atendeu a porta e viu os pit bulls. E ele disse, ‘você não pode trazer cachorros aqui!’ Eles começaram a pular e arranhar meu carro, e ele disse, ‘ei, você está arranhando o carro do Ron!’ Parece que Dave tinha bebido ou algo assim naquele dia, então ele ficou puto. […] Do nada, Dave deu um soco bem na cara de James. Fiquei tipo, ‘que merda é essa?!’ E pulei nas costas do Dave, ele me jogou em cima de uma mesa de café. Nós dissemos, ‘você está fora da banda!’ […] No dia seguinte, ele voltou, com voz chorosa, ‘Posso voltar para a banda?’ ‘Okay, acho que não temos outro guitarrista, então você está de volta à banda.’

Segundo Ron, James Hetfield e Lars Ulrich “protegiam” Mustaine por conta de sua habilidade com a guitarra, mas eventualmente as besteiras que ele fazia falaram mais alto.

Em Maio, o Metallica encerrou a turnê de seu último disco de estúdio, Hardwired… to Self-Destruct (2016). Já o Megadeth, banda de Dave Mustaine, continua na estrada promovendo Dystopia (2016), e passou pelo Brasil no fim do ano passado.