GayC/DC: conheça a banda cover de AC/DC que faz barulho em Los Angeles

Músicos transformaram a temática de canções do AC/DC para o universo Gay

GayC/DC
Foto por Alex Solca
 

Bandas cover de clássicos do Rock And Roll não são nenhuma novidade, e definitivamente você já viu várias delas fazendo as suas versões de AC/DC.

Acontece que foi fundada em Los Angeles uma banda de tributo ao lendário grupo australiano chamada GayC/DC, e ela é formada apenas por homens gays.

Além de se apresentarem com muitas referências cor de rosa e deixarem bem claro que estão ali para causar impacto, os integrantes do GayC/DC também mudam os nomes das músicas e sua temática, já que como o baterista Brian Welch explica, a parte das letras nunca foi exatamente o que chamou a sua atenção na banda:

Eu cresci ouvindo AC/DC, eles são parte do meu DNA. Mas todo esse lance ‘garoto/garota/garoto pega a garota’ não era algo com o qual eu me relacionava. Eu queria que as músicas conversassem comigo e esse é um dos grandes motivos pelos quais começamos essa banda. Agora essas músicas icônicas podem conversar com outras pessoas que se sentiam como eu me sentia. E quem pode resistir a levar as músicas para o extremo mais fabuloso! Nós amamos o AC/DC. É por isso que nós tocamos as músicas exatamente como elas são, mas nos divertimos mudando um pouco as letras.

Chris Freeman, vocalista da banda, também falou a respeito com a LouderSound:

Eu penso a mesma coisa. Para mim, toda a experiência do AC/DC tem a ver com o lance da heterossexualidade, do macho, e essa parte era difícil para que eu me relacionasse. Mas eu adorava a música, com o instrumental eu me identificava muito.

Sendo assim, “Whole Lotta Rosie” teve o nome alterado para “Whole Lotta Jose [José]” e “Dirty Deeds Done Dirt Cheap” virou “Dirty Dudes Done Dirty Cheap”. “Big Balls”, porém, teve o nome mantido.

 

Pansy Division

Vale ressaltar que Chris Freeman é integrante da lendária banda punk Pansy Division, que nos anos 90 chegou a excursionar com o Green Day e inclusive tinha seu nome estampado em camisetas usadas pelos integrantes da banda.

Com sete discos de estúdio na bagagem, eles chegaram a lançar seus álbuns por gravadoras influentes como a Alternative Tentacles, de Jello Biafra (Dead Kennedys) e a Lookout!, que além de revelar o Green Day ainda colocou o nome de diversas bandas do Punk Rock californiano no mapa.

Após começar a brincar com bandas covers com um tributo ao The Go-Go’s chamado The Gay-Gay’s, eles passaram a chamar a atenção por conta do GayC/DC e suas colaborações ilustres, como o vídeo em que aparecem tocando “TNT” ao lado de Sebastian Bach (Skid Row).

Você pode ler a entrevista com os integrantes da banda na íntegra, em Inglês, por aqui.

 
Compartilhar

Comentários