Jeff Loeffelholz
Foto: Reprodução
 

Uma tragédia deu início a uma investigação nos Estados Unidos, mais precisamente na Broadway.

A morte do ator Jeff Loeffelholz, que atuava no icônico espetáculo Chicago há 22 anos, iniciou uma discussão sobre o bullying na indústria dos musicais. Segundo colegas de elenco de Loeffelholz, o artista se suicidou após sofrer com ofensas e pressões dos diretores do musical.

Como aponta o Page Six, Jeff vinha sendo forçado pelo diretor da produção Walter Bobbie e pelo diretor musical Leslie Stifelman a deixar o elenco, já que não podia ser demitido por conta de um contrato. De acordo com um grupo de amigos, em determinada ocasião os diretores o fizeram cantar a mesma música durante horas, para no final dizerem que ele sempre “fazia errado”.

Um site chamado Justice For Jeffrey foi criado para reunir informações por meio de mensagens deixada pelo ator após o episódio.

Em um comunicado, representantes do espetáculo da Broadway declararam:

Nossa companhia está devastada com a perda de Jeff Loeffelholz, um membro há 22 anos da nossa família de ‘Chicago’. Estamos cientes de que há uma certa preocupação com um ensaio [que aconteceu] antes de sua morte. Por conta disso, com o apoio do Actors’s Equity, um advogado independente foi contratado para fazer uma investigação. Até que saibamos dos resultados, não temos mais nada a dizer.

 
Compartilhar