Ringo Starr em 2015
 

Há exatos 78 anos, em Liverpool, nascia Richard Starkey.

Talvez por esse nome você não conheça o cara, mas definitivamente sabe de quem estamos falando, já que se trata de um dos bateristas mais influentes de todos os tempos, que adotou o nome Ringo Starr, entrou para os Beatles e fez história com a banda britânica.

Ringo, inclusive, não foi o primeiro baterista do grupo de John, Paul e George, substituindo Pete Best em 1962 porque, segundo o que diz a lenda, a banda e seu produtor, George Martin, não estavam satisfeitos com as suas habilidades.

Pois bem, nesse dia 07 de Julho de 2018, celebramos os 78 anos de idade do baterista com uma playlist especial chamada “Obrigado, Ringo”.

Ela foi feita pelo músico Melvin Ribeiro, conhecidíssimo na cena carioca por fazer ou ter feito parte de bandas como Carbona, Autoramas, Acabou La Tequila, Lafayette e os Tremendões e mais.

Há pouco tempo ele saiu em carreira solo ao lado d’Os Inoxidáveis e uma de suas canções chama-se, justamente, “Obrigado, Ringo”.

Ao falar com a gente a respeito, Melvin contou qual é a importância do baterista para ele:

O Ringo é uma figura muito especial. Eu simpatizo com um lado meio maldito dele. O cara é baterista da maior banda do mundo, um dos músicos mais bem-sucedidos de todos os tempos, e mesmo assim muita gente tem a empáfia de afirmar que ele não é assim tão incrível. Esquecem que ele entrou pra banda porque era ídolo dos outros Beatles, um grande baterista da cena de Liverpool. Os outros três evoluíram de uma forma inacreditável, e acho que tem que ter a manha até para deixar os outros brilharem e manter a coisa funcionando, com um pouco menos de holofote. Ele é um exemplo!
O cara segue por aí, tocando só porque gosta, juntando uns amigos famosos pra fazer um som e rodar o mundo.
Eu descobri sons incríveis montando a playlist, desde participações dele com os ex-companheiros de banda (provando como o som dele é imprescindível), a colaborações com artistas de outras épocas, de Carly Simon a Ben Harper a Liam Lynch (do mesmo disco de ‘United States of Whatever’!).
Parabéns pelos 78 anos bem vividos e, acima de tudo, Obrigado Ringo!

Divirta-se com a playlist, que tem músicas com Ringo na bateria, nos vocais e até canções apenas batizadas como “Ringo”, logo abaixo!

Ouça o novo disco de Caetano Veloso!