RZO reflete sobre desarmamento em “As armas que matam”
Foto: Divulgação
 

Quase 42 mil pessoas foram assassinadas em decorrência do uso de armas de fogo em 2015 no Brasil. Um estudo de 2007 revelou que no país há pouco menos de 15 milhões de armas nas mãos de cidadãos comuns. Números alarmantes como esses inspiraram o RZO a lançar o clipe de “As Armas que Matam”.

O vídeo reflete sobre o grave problema social que são as armas de fogo e seu uso letal no cotidiano da sociedade brasileira.

A faixa surgiu a partir de uma discussão virtual entre Helião e um deputado que defende a liberação das armas de fogo. Recentemente, estão crescendo as discussões acerca da suspensão do Estatuto do Desarmamento e redução da idade mínima de compra e venda de armas de fogo, além de estender o porte.

Nesse contexto, o grupo também coloca luz sobre o genocídio da população jovem e negra em andamento no país. A cada 100 vítimas de homicídio no Brasil, 71 são negras e 76% das vitimas de intervenções policiais tambem são negras.

O clipe foi idealizado por Sandrão, integrante do grupo, e dirigido por Elder Fraga, que já está na área há mais de 24 anos, é cineasta, diretor de produção em teatro, roteirista e ator.