The Kooks faz uma verdadeira festa nostálgica em São Paulo e reafirma sua química com o Brasil

Excursionando com seus “greatest hits”, Luke Pritchard e companhia fizeram mais uma apresentação impecável em terras tupiniquins

foto: Marcelo Brammer (@studiobrammer) | Espaço das Américas (@espacodasamericas)
 

Os britânicos do The Kooks são presença recorrente no Brasil. Desde a última vez, haviam se passado menos de dois anos. Mas, agora, eles vieram para causar um “frisson” nos fãs que sempre lotam suas apresentações. Isso porque no repertório estavam os “greatest hits” presentes no álbum mais recente do grupo, The Best Of… So Far.

A primeira parada desse novo desembarque em terras tupiniquins foi em São Paulo. Após uma tarde de entrevistas no hotel (o TMDQA! conversou com a banda e postaremos o resultado aqui em breve), a banda seguiu para o Espaço das Américas, bela casa de shows na zona oeste.

Resenha

foto: Marcelo Brammer (@studiobrammer) | Espaço das Américas (@espacodasamericas)

Não deu tempo dos fãs ficarem impacientes. Poucos minutos depois das 22h, ao mesmo tempo em que a casa chegava perto de sua lotação máxima, o The Kooks subiu no palco. E foi de forma nostálgica: as duas primeiras músicas foram “Eddie’s Gun” e “Sofa Song”, ambas do disco de estreia da banda.

Depois, claro, Luke Pritchard conduziu a plateia por todas as fases do grupo até aqui. E ele realmente agia como um “mestre de cerimônias”. Apesar de o guitarrista Hugh Harris, o baixista Peter Denton e o baterista Alexis Nunez terem talento de sobra e uma bela dose de charme, o vocalista não permitia que os olhares desviassem dele. Era curioso observar, aliás, como Hugh ia para o fundo do palco durante seus solos de guitarra, quando deveria ser o contrário.

Sempre dançando, chamando o público para cantar, contando histórias engraçadas e dizendo coisas como “vocês estão fazendo eu me sentir tão vivo!”, Luke não teve dificuldade para criar um clima de festa em São Paulo. Aos 33 anos, ele mostra a cada dia que já pode ser considerado um rockstar.

Um dos momentos mais marcantes foi quando o vocalista sentou-se à frente de um teclado e dedicou a música “See Me Now” para o pai, já falecido. Nesse momento, o resto da banda saiu do palco e a plateia sacou seus isqueiros e luzes do celular. Enquanto muita gente derrubava lágrimas, Luke agradeceu, pegou de volta sua guitarra e chamou a banda para voltar a cantar músicas animadas, como se nada tivesse acontecido.

Depois de cerca de 1h30 de show, o The Kooks se despediu apenas para voltar ao palco depois de alguns minutos e encerrar a performance com seus três “greatest hits”: “Seaside”, “Always Where I Need to Be” e “Naive”. Era o que faltava para mais um show impecável de Luke Pritchard e companhia no Brasil.

Abaixo, veja o setlist completo e uma galeria de fotos da noite.

Setlist

Eddie’s Gun
Sofa Song
Be Who You Are
Ooh La
Bad Habit
She Moves in Her Own Way
Westside
Do You Wanna
See Me Now
Matchbox
You Don’t Love Me
Is It Me?
Sway
Shine On
Around Town
No Pressure
Junk of the Heart (Happy)

Bis:
Seaside
Always Where I Need to Be
Naive

Fotos

 

Comentários