Cachimbó
Foto: Divulgação
  

O trio brasiliense Cachimbó lança o clipe da música “Daqui pra lá”, primeiro single do disco , com lançamento ainda nesse mês.

Baseada na temática de papel de bala Freegells, a canção fala sobre a passagem do tempo e as mudanças que ocorrem enquanto as pessoas ficam à espera daquela pessoa amada, que será tratada por apelidos tão íntimos quanto vergonhosos.

Com direção de Tomás Alvarenga, o clipe busca retratar diversas tribos e suas marcas registradas, ao dar a impressão de que seus integrantes foram muitas outras pessoas até encontrar os seus “chamegos”. Assista:

João Triska

João Triska
Foto: Divulgação

Em um reencontro com a cultura e alma indígenas, o artista João Triska lançou o clipe de “Iguassul”.  O clipe foi gravado com a Tribo Fumio durante um ritual de pintura corporal. Ao perceber a necessidade de compartilhar seu orgulho pela força do povo indígena, o artista paranaense sintetizou seus sentimentos na canção.

O processo de criação vem após leituras sobre a história do Paraná e o nome da canção vem também dessa pesquisa, na qual o músico descobriu uma grafia antiga do nome do Rio Iguaçu na qual o nome é escrito com ss – a ideia de por esse nome na canção foi para representar a ligação entre o Rio Iguaçu e a América do Sul.

Com referências de folk e música eletrônica, a canção torna-se forte e atual, trazendo à tona um tópico de importante abordagem ao povo brasileiro: o resgate com sua cultura mais profunda, a cultura indígena. Assista:

Playmobille

Foto: Isabella Pinheiro

Os cariocas da Playmobille mostram os altos e baixos do amor como tema central no clipe “Par de Remos”.

Primeiro single do novo EP do grupo, mostra a banda amadurecida, com letras poéticas e um vocal doce. A balada carinhosa conta com a participação especial do violoncelista italiano Federico Puppi, evocando a uma mudança na sonoridade da banda, que agora opta por arranjos mais complexos.

Já no clipe, com direção assinada por Amauri Giorgi, os artistas televisivos Rocco Pitanga e Maytê Piragibe mostram uma química irresistível, celebrando os ciclos do relacionamento. Assista:

Lagum

Foto: Divulgação

O grupo mineiro Lagum lança o novo single “Samba”.

Por não ser obviamente um samba por si só, a canção carrega influência de outros gêneros, contudo sem fugir da filosofia de Vinícius de Moraes em “Samba da Bênção”. Embora haja tristeza contextualizada, o gênero que a música carrega é retratada com a ideia de espantar a dor, com uma sonoridade leve e simples com o intuito de absorver o momento em que a pessoa está vivendo. Ouça:

Chá de Gim

Chá de Gim
Foto: Divulgação

Os goianos da banda Chá de Gim presenteia a cena com o single “Preto Velho”.

A banda volta aos ares da história, enraizando uma cultura africana forte e religiosa na música, com arte da capa feita por Alberto Tolentino e produção assinada por Caramuru, guitarrista da banda, e gravado pelo estúdio particular de Bruno Brogio.

Uma sonoridade de violão e percussão suave e precisa, com a impressão de leveza e balanço adicionados pelos toques de agogô e o som do berimbau. A tradição segue firme até o fim da canção: ao contar com a participação de Carlos Brandão, que puxa o verso principal, segue um coro de vozes femininas do grupo Cocada Coral, que enfatizam ritmos dançantes oriundos da cultura tradicional brasileira.

Ouça: