Foto por Dário Matos

Selvagens à Procura de Lei é uma banda que já está na estrada há algum tempo.

Com três discos na bagagem o grupo é conhecido pela energia dos seus shows e mostrou as suas armas no Lollapalooza Brasil há alguns meses.

De lá pra cá, foi até a sua terra natal, Fortaleza, para gravar um registro em vídeo que promete ser um ponto importantíssimo na carreira do grupo, e agora é uma das atrações do TMDQA! Convida, em São Paulo.

O show irá acontecer no dia 13 de Maio na Casa Natura Musical, ao lado da Plutão Já Foi Planeta, e a banda promete muitas novidades em relação ao setlist do festival.

Os ingressos já estão à venda e você pode garantir o seu clicando aqui.

Nós conversamos com Gabriel Aragão (Voz, Guitarra, Piano) sobre todos esses momentos da banda e você pode ler a entrevista logo abaixo.

 

TMDQA!: Vocês acabaram de ter a experiência de tocar em um festival mundialmente conhecido, que foi o Lollapalooza Brasil. Como foi o show e como é respirar um ambiente com tanta música em todos os cantos?

Gabriel Aragão: Tocar no Lolla pela segunda vez é uma experiência arrepiante. Para além da estrutura incrível oferecida aos artistas, o Lolla é também um ponto de encontro da geração daquele ano. Sou fã da curadoria deles. O Lolla se preocupa com o novo e faz questão de abrir portas.

 

TMDQA!: Para gravar seu novo DVD, inclusive, vocês também escolheram um festival, o Maloca Dragão em Fortaleza. Como foi o processo de criação desse trabalho que terá tantas surpresas para os fãs e por que gravá-lo em um festival?

Gabriel: Gravar o nosso show ao vivo sempre foi um sonho pra gente. Claro, crescemos na era do DVD, do Acústico MTV e tal, mas não acho que vamos lançar algo no formato DVD propriamente dito. Estamos tratando mais como um filme da banda. Nosso primeiro filme. Era uma ideia antiga: filmar o show dos Selvagens em Fortaleza. Ponto. Porque lá nós temos fãs em massa do primeiro EP ao último single. A energia na nossa cidade é algo mágico e nos últimos 5 anos temos tocado para 6, 8, 10 mil pessoas. O Maloca Dragão tem um lugar especial nessa história, tendo os Selvagens como a atração de maior público a cada edição. Natural que esse primeiro registro fosse durante o festival.

TMDQA!: Os bastidores de gravações de trabalhos em vídeo sempre reservam momentos interessantes. Como foi o processo de preparar o show até o seu registro para garantir que tudo sairia dentro do planejado?

Gabriel: Contamos com uma equipe muito íntima da banda e com pessoas que nós respeitamos muito e que acreditam e apostam em nós. Foram MUITAS pessoas queridas envolvidas. Isso tudo tornou o processo de criação muito prazeroso. No dia do show equipe e banda tinham um espírito só de confiança no trabalho. O Paul Ralphes, que assina a produção musical, era provavelmente o mais experiente da equipe quando o assunto é gravar um DVD. O Paul tornou tudo mais simples e sem ansiedade. Foi uma peça fundamental nessa história. Nos conhecemos em 2013 e, desde lá, sempre quisemos fazer um trabalho juntos. Finalmente chegou a hora.

 

TMDQA!: Grandes shows são uma marca da Selvagens, que sabe muito bem aliar as suas performances cheias de energia às suas versões de estúdio. Como é se abastecer do público para devolver essa energia em shows e festivais pelo Brasil?

Gabriel: Acho que parte desse sentimento de confiança que rola dos bastidores até a hora de subir no palco. O público sente isso. A partir daí, as energias se misturam e o show começa. É realmente algo mágico e que eu agradeço muito essa oportunidade de sentir algo forte e verdadeiro quando estamos tocando nossas músicas ao vivo.

 

TMDQA!: O que podemos esperar do show da banda no dia 13 de Maio, como parte do TMDQA! Convida na Casa Natura?

Gabriel: O último show em Sampa foi o Lolla… Depois disso o DVD em Fortaleza marcou muito a gente… Bom, com certeza vai ser setlist bem diferente das últimas apresentações aqui em SP. Preparamos muitos momentos diferentes para o DVD que queremos levar para essa nova turnê. A começar por esse show na Casa Natura.

TMDQA!: O show será ao lado da banda Plutão Já Foi Planeta, e nós vivemos uma das fases colaborativas mais incríveis da música nacional, com trocas de experiências em shows, estúdio, festivais e mais. Sendo uma das bandas mais importantes do novo rock nacional, como vocês enxergam a cena hoje em dia?

Gabriel: Acho que finalmente podemos desenhar essa cena. Ninguém está mais no disco de estreia, cada banda e artista tem uma personalidade marcante e que enriquece o todo. Fico muito feliz de fazer parte desse movimento de mudança. De certa forma, essa cena é meio bandeirante, desbravadora. Quando nos mudamos para SP em 2013, por exemplo, pegamos o fim da antiga MTV e a chegada do Spotify no Brasil. Às vezes sinto que a nossa geração tateia no escuro, porque são muitas possibilidades. Mas isso também abre margem para que a gente possa produzir a música que a gente quiser. Tudo à nossa maneira.

 

TMDQA!: Você tem mais discos que amigos?

Gabriel: Claro! Nem todos os discos são clássicos, mas amigos de verdade são raros.

Tenho Mais Discos Convida

Garanta já o seu ingresso para o show do Selvagens à Procura de Lei com Plutão Já Foi Planeta em São Paulo clicando aqui.