Guitarra Gibson
Foto de Guitarra Gibson via Shutterstock
 

A Gibson Brands, Inc. acaba de entrar com um pedido de falência para o governo dos Estados Unidos.

Através de medidas da constituição do país para proteger empresas em situações parecidas, uma reestruturação irá acontecer e o domínio da marca será transferido dos donos atuais (que inclui o CEO Henry Juszkiewicz) para seus credores (que inclui firmas de investimento como Melody Capital Partners e Silver Point Capital).

Como aponta a Variety, Juszkiewicz ressalta que a mudança será “virtualmente invisível para os consumidores, que poderão continuar a contar com os serviços e produtos da Gibson”.

Como nós havíamos publicado por aqui recentemente, a Gibson vinha passando por dificuldades ao longo dos últimos anos, possuindo cerca 375 milhões de dólares em dívidas e 145 milhões de dólares em empréstimos.

Parte do problema surgiu da divisão de eletrônicos da empresa, a Gibson Innovations. Ela foi criada em 2014 após a aquisição da WOOX Innovations, a divisão de áudio, vídeo, multimídia e acessórios da Philips. De acordo com a Bloomberg, essa divisão será eliminada e a empresa irá voltar a focar no ramo de instrumentos.

Criada há mais de 118 anos, a empresa passou diversas décadas sendo uma das maiores marcas de instrumentos musicais, possuindo uma série de modelos icônicos utilizados por lendas da música.

Falamos sobre o futuro do mercado das guitarras na nova série do Podcast TMDQA!, o Melodias Narradas. Ouça abaixo o episódio:

 
 
Compartilhar